Facebook Twitter Instagram Instagram Instagram

Símbolos

Mascote


O primeiro mascote do Flamengo foi o marinheiro Popeye, personagem de quadrinhos na década de 40, e posteriormente de desenhos animados. A ideia para o mascote partiu do chargista argentino Lorenzo Mollas, que viu no Popeye a força e a persistência do Flamengo, além de sua óbvia ligação com o mar. No entanto, não havia ainda uma verdadeira identidade entre o mascote e o clube.

Na década de 60, as torcidas rivais, como forma de provovação, chamavam os torcedores do Flamengo de "urubus". Logicamente, os torcedores rubro-negros se sentiam ofendidos, afinal, era uma forma de ridicularizar uma torcida popular, formada em sua maioria por afrodescendentes e pessoas de baixa renda.

Se há uma outra característica associada ao flamenguista é a irreverência. Só ela explica uma atitude de um grupo de torcedores às vésperas de um Flamengo e Botafogo, pelo segundo turno do Campeonato Carioca de 1969. Na época, os dois clubes faziam o clássico de maior rivalidade pós-Garrincha, e o Flamengo não vencia o rival há quatro anos.

Alguns torcedores decidiram levar o animal ao Maracanã naquele final de semana, mas, onde conseguir um urubu? A resposta veio no sábado, pela manhã, no depósito de lixo do Caju. Depois de capturada, a ave foi levada para um apartamento no Leblon. No domingo, o levaram ao estádio enrolado a uma bandeira com a intenção de soltar a ave quando a equipe entrasse no gramado.

Nas arquibancadas, os torcedores do Botafogo gritavam, como sempre, que o Flamengo era time de "urubu". O clima no estádio era o de um grande clássico, com quase 150 mil pessoas, o que deixou a ave bastante agitada. Então, os torcedores decidiram soltá-la, mesmo antes da entrada da equipe. Assustada, voou sobre o gramado carregando uma bandeira rubro-negra presa ao corpo, e pousou no campo antes do jogo iniciar. Foi o bastante para a torcida fazer a festa, vibrar e gritar: "é urubu, é urubu!".

O Flamengo venceu o jogo por 2 a 1 e quebrou o tabu de nove jogos sem vitória sobre o rival. A partir daí, o novo mascote consagrou-se, tomando o lugar do Popeye. Cartunista rubro-negro, Henfil tratou de humanizá-lo em suas charges esportivas em jornais e revistas, e desde então o urubu tornou-se um mascote popular.

O jogo da consagração do novo mascote:
Flamengo 2 x 1 Botafogo (RJ)
Campeonato Carioca, 2° turno
01/06/1969 - Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Time: Dominguez, Murilo, Guilherme, Onça, Paulo Henrique, Liminha, Rodrigues Neto, Doval, Dionísio, Luís Claudio e Arilson
Gols: Arilson e Doval

Tags relacionadas:


Compartilhe: