Libras

Notícias

Márcio Braga critica aprovação do Clube dos 13

A aprovação do novo estatuto do Clubes dos 13 foi um ato ditatorial, de acordo com o presidente do Flamengo, Márcio Braga, que falou em nome dos cinco clubes descontentes - Atlético Mineiro, Botafogo

Por - em

A aprovação do novo estatuto do Clubes dos 13 foi um ato ditatorial, de acordo com o presidente do Flamengo, Márcio Braga, que falou em nome dos cinco clubes descontentes - Atlético Mineiro, Botafogo, Cruzeiro, Fla e São Paulo. O dirigente destacou que a proposta apresentada, que estabelecia uma nova estrutura no organização, nem chegou a ser discutida. Ele acusou o presidente da entidade, Fábio Koff, de manipular, em causa própria, os demais sócios.

– Há muito, o Clube dos 13 envelheceu porque passou a só discutir contrato com a TV. Quando o criamos, era para ser um plenário de discussões de temas associados ao futebol brasileiro, além de um balcão de negócios – disse o presidente do Flamengo.

Braga contou que todos os cinco clubes descontentes saíram da reunião para deixarem claro que eles não participaram da aprovação do estatuto.

– Ditadura e, do jeito que fizeram o estatuto, temos um presidencialismo imperial. O presidente diz: quem manda sou eu. E os clubes dizem: amém.

O dirigente garantiu que Flamengo, Atlético-MG, Botafogo, Cruzeiro e São Paulo estarão unidos em todas as discussões sobre o assunto.

Fonte: Lancenet