Libras

Responsabilidade Social

RESPONSABILIDADE SOCIAL

Saiba um pouco mais sobre o trabalho do Mengão nesta área

 

 

Nosso trabalho

A área de Responsabilidade Social e Cidadania do Clube de Regatas do Flamengo foi criada em 2019 e tem como objetivo incentivar o desenvolvimento integral daqueles que vivem em contextos de vulnerabilidade social.  

Com cerca de 42 milhões de torcedores, o Clube de Regatas do Flamengo é uma espécie de patrimônio cultural do Brasil. Mais que motivo de orgulho, a gestão do clube e todos que fazem parte da instituição enxergam nesse fato o compromisso com o apoio à construção de uma sociedade mais justa e inclusiva, entendido que o Flamengo é grandioso dentro e fora de campo. 

Através de sua Agenda prioritária e suas Linhas de trabalho, a área de Responsabilidade Social do CRF atua em prol de causas coletivas, em detrimento do assistencialismo individual, apoiando temas relevantes para a sociedade, tais como Educação, Inclusão Social e Diversidade, Qualidade de Vida e Uso Sustentável.  

O CRF compreende que questões sociais como a exclusão social e a violência têm sua origem na desigualdade social. Portanto, posicionando-se como um clube responsável e comprometido com os valores do esporte, o CRF busca concentrar a força de sua marca, com alcance internacional, para promover mudanças em contextos de vulnerabilidade social mundo afora. 

A Responsabilidade Social do Flamengo usa o poder do esporte para motivar, educar e inspirar crianças, jovens, adultos e famílias de contextos socialmente vulneráveis. Tem a Educação como Agenda Prioritária e procura garantir o Direito de Aprendizagem para todos. 

Saiba como você pode se envolver e apoiar as ações sociais do clube aqui

Existem onze diretrizes que espelham os anseios e expectativas do CRF no que tange ao exercício de suas ações de Responsabilidade Social. São elas: 

1 – Voltar-se às causas, ações e projetos que priorizam o coletivo, em detrimento do tratamento assistencialista e individual  

2 – Utilizar a força da marca a serviço de ações e projetos que gerem impacto social 

3 – Posicionar-se como clube defensor de direitos e inclusão social 

4 – Ser referência de sucesso para crianças e jovens 

5 – Realizar ações em âmbito nacional, com foco especial em territórios e contextos vulneráveis social e economicamente 

6 – Disseminar os valores do CRF 

7 – Posicionar o CRF como vanguarda de Responsabilidade Social no esporte 

8 – Estimular ações sociais entre torcedores 

9 – Apoiar e dar visibilidade às ações sociais dos jogadores/atletas 

10 – Incentivar o voluntariado e engajar atletas e colaboradores nas causas sociais do clube 

11 – Difundir outros esportes além do futebol 

Para conhecer a Política de Responsabilidade Social do CRF, clique aqui. 

voltar ao topo

LINHAS DE TRABALHO

A estratégia de Responsabilidade Social do CRF tem na Educação sua Agenda Prioritária e possui outras 3 linhas de trabalho: Inclusão Social e Diversidade; Conservação e Uso Sustentável e Qualidade de Vida. 

voltar ao topo

EDUCAÇÃO

Como atua 

A Responsabilidade Social do CRF tem na Educação sua Agenda Prioritária e busca apoiar iniciativas que contribuam para uma educação de qualidade para todos. Entende que melhorias na Educação impactam na redução de índices de violência e tornam o país mais justo e com melhor distribuição de renda, já que a Educação está diretamente ligada ao desenvolvimento econômico e social. Especialmente no caso de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, a Educação representa uma oportunidade para diminuir as desigualdades sociais e romper o círculo de exclusão e pobreza.   

Neste sentido, para além do papel do Estado de ter crianças e jovens na escola, está o compromisso da Responsabilidade Social do CRF com o apoio ao Direito à Aprendizagem, entendido este como toda e qualquer oportunidade de conhecer, explorar, expressar, participar, brincar, interagir, dialogar, questionar e refletir sobre temas e assuntos que ponham crianças e jovens como protagonistas de seus processos de educação.    

Através de ações, iniciativas, campanhas e projetos, a Responsabilidade Social do CRF busca apoiar a Educação para crianças e jovens, rompendo a barreira da não-aprendizagem e combatendo as desigualdades sociais que implicam na formação cidadã, buscando sempre que possível o envolvimento de toda a cadeia produtiva do esporte, patrocinadores e apoiadores, parceiros públicos ou privados. 

Os projetos da Agenda de Educação buscam atuar prioritariamente com crianças, jovens, famílias e educadores tem como propósito contribuir para a transformação social unindo a prática esportiva e a educação socioemocional. 

São implementados a partir de uma base metodológica comum e alinhada às premissas e à política de atuação da área de Responsabilidade Social. 

Resultados de pesquisas científicas sobre aprendizagem socioemocional e estudos de autores das áreas da Psicologia e da Pedagogia orientam esta base metodológica comum e que está apoiada em 4 pilares:   

1 - Autoconhecimento; 

2 - Auto-regulação das emoções; 

3 - Prática da empatia; 

4 - Prática de habilidades sociais para relacionamentos mais saudáveis dentro de uma visão sistêmica. 

A aprendizagem socioemocional é o que complementa a vivência acadêmica e a prática esportiva. Esta soma constitui a educação integral. Atualmente existem centenas de programas de aprendizagem socioemocional em milhares de escolas e espaços educativos de todo o mundo Os projetos da Agenda de Educação enxergam o potencial do ensino e da prática destas habilidades e competências e, para tanto, tem a educação socioemocional como premissa.

Projetos 

Jogaremos Juntos

Jogar juntos para descobrir, avançar e chegar mais longe. O potencial da prática dos esportes coletivos aliado à metodologia especialmente desenvolvida e batizada de Raça, Amor e Paixão para transformação social de crianças, jovens e famílias que estão em contextos de vulnerabilidade social.