Libras

Notícias

Sub-15 goleia o Boavista em campo castigado pela chuva e está nas quartas de final da Taça Guanabara

Também atuando no CFZ, Sub-17 perde por 2x1, mas se classifica para o mata-mata.

Por - em
Em rodada dupla disputada no péssimo gramado do CFZ na tarde deste domingo (02), as categorias Sub-15 e Sub-17 do Flamengo tiveram resultados distintos nos enfrentamentos contra o Boavista, em partidas válidas pela última rodada da fase de classificação da Taça Guanabara. Quem entrou em campo primeiro foi o Sub-17. Mesmo pressionando muito o adversário, os Garotos do Ninho não contaram com a sorte, viram a bola tocar duas vezes na trave do adversário, inclusive em pênalti cobrado por Caio na segunda etapa, e saíram derrotados por 2x1 (Jean Carlos). A equipe se classificou na segunda colocação do Grupo B, e enfrentará o Nova Iguaçu na partida única das quartas de final, no próximo fim de semana, na Gávea. Por ter melhor campanha, o Flamengo terá a vantagem do empate.

Logo na sequência, o Sub-15 enfrentou o Boavista e um gramado ainda mais castigado, mas teve ótima atuação e goleou. O placar de 6x0 (João Vitor, Matheus França, Marquinhos, Dudu, Fabricio e Petterson) manteve o Mais Querido na segunda colocação do Grupo B, e o adversário nas quartas de final também será o Nova Iguaçu, terceiro colocado do Grupo A. A rodada dupla deve acontecer no próximo domingo (9), na Gávea. 



O Mais Querido abriu o placar aos 11 minutos, quando Matheus França fez grande jogada e cruzou na medida para João Vitor, que só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes. O segundo foi de Matheus França, tocando com categoria na saída do goleiro aos 19 minutos. O Boavista chegou com perigo aos 19 minutos, em cabeçada de Jean. Francisco Dyogo fez excelente defesa, e espalmou para escanteio. 

O Flamengo voltou bem para o segundo tempo. Logo aos dois minutos, Petterson avançou em velocidade, driblou a poça d’água e bateu forte para defesa segura do goleiro Fabio. Aos seis, João Vitor encarou a marcação no um contra um, passou pelo zagueiro e bateu forte para boa defesa de Fabio. Aos nove, foi João Filipe quem arriscou de fora da área, para mais uma defesa de Fabio. Quando Marquinhos chutou de fora da área, aos 15 minutos, Fabio não teve o que fazer. E foi uma pintura. Ele bateu com consciência, de chapa, em bola indefensável para o goleiro. Um golaço!

Os Garotos do Ninho não pararam de atacar, e a goleada veio aos 19 minutos, em belíssima cobrança de falta de Dudu, na gaveta. Aos 23, foi a vez de Matheus França bater de chapa com consciência. A bola passou longe do alcance do goleiro, mas explodiu na junção entre a trave e o travessão, e não entrou. Mas aos 29, veio o quinto. Em mais uma cobrança de falta muito bem feita, Fabricio surpreendeu o goleiro e aumentou o placar para o Mais Querido. Dois minutos depois, Wesley cruzou na área, o goleiro se enrolou com o zagueiro e a bola sobrou para Petterson, que não perdoou e fez o sexto.

Flamengo: Francisco Dyogo, Londrina, Mandovani (Wesley), Darlan, Gabriel Bastos; Dudu (Cauan Emanuel), João Filipe (Vitor Muller), Marquinhos (Fabricio); Petterson, Matheus França e João Vitor. Treinador: Mario Jorge. 

Sub-17 pressiona no segundo tempo, mas perde por 2x1

O Boavista abriu o placar aos 10 minutos, com gol de Ganso em chute rasteiro. Aos 15 minutos, Weverton ganhou da marcação na imposição física dentro da área, mas teve o chute travado pelo goleiro Walter. Aos 18 minutos, a arbitragem assinalou penalidade máxima duvidosa a favor do Boavista. Ganso cobrou e fez o segundo gol da equipe de Bacaxá. No minuto seguinte, Weverton fez ótima jogada pela ponta esquerda e cruzou na área. Após bate-rebate dentro da área, a bola sobrou para Jean Carlos, que muito bem colocado fez o primeiro gol rubro-negro na partida. O Flamengo tentava pressionar em busca do empate. Aos 29, Weverton soltou uma bomba de fora da área, para boa defesa de Walter. 



No segundo tempo, o Flamengo pressionou muito e teve duas ótimas chances para empatar, em dois chutes que explodiram na trave. Aos 28, Filipe Chrysman bateu forte da entrada da área. Caprichosamente, a bola explodiu no pé da trave direita de Walter e não entrou. Aos 33, pênalti a favor do Mais Querido. Caio bateu deslocando o goleiro, que caiu para a direita, mas viu a bola bater na trave esquerda e insistir em não entrar. A pressão era intensa, mas o gol não saiu. Aos 36, Vinicius cabeceou por cima do gol, na última chance de gol do Rubro-Negro na partida.

Classificado para as quartas de final da Taça Guanabara na segunda colocação do Grupo B, o Flamengo enfrentará o Nova Iguaçu, na Gávea, em partida única. Os Garotos do Ninho jogarão pelo empate para avançarem à semifinal. 

Flamengo: Bernardo, Jhonata (Marcos Felipe), Vinicius, Leo Xavier, Caio; Maycon, Murillo (Peçanha), Igor Lemos (Felipe); Pedro Arthur (Gabriel Borsatto), Jean Carlos e Weverton (Filipe Chrysman). Treinador: Phelipe Leal.