Libras

Notícias

Fla percorre mais de 8 mil km em busca da liderança no Brasileiro e classificação na Libertadores

Atletas percorreram juntos mais de 389 km de distância nos últimos 4 jogos, segundo dados do CEP (Centro de Excelência em Performance) do Flamengo

Por - em


Não faltou trabalho, organização e planejamento para o Flamengo na maratona de jogos no fim de agosto. Com uma logística voltada para dar conforto, descanso e confiança aos atletas, o clube teve que mudar a programação habitual de viagens para diminuir o desgaste e tirar o melhor dos jogadores dentro de campo nas partidas contra o Vasco (em Brasília), Internacional (no Rio de Janeiro e em Porto  Alegre) e Ceará (em Fortaleza). Além da estrutura com médicos, fisioterapeutas, analista de performance, preparadores físicos e fisiologistas, o CEP (Centro de Excelência em Performance) realizou um atendimento 24 horas durante os 17 dias de foco total em conquistar as metas no Campeonato Brasileiro e da Libertadores.  

O clube saiu da terceira colocação e chegou à liderança na rodada passada com a vitória por 3 a 0 diante do Ceará, em Fortaleza. Na Libertadores, após 35 anos, a vaga para semifinal da competição foi conquistada após o time superar o Internacional por 2 a 0 no Maracanã e empatar  em 1 a 1, no  Beira-Rio.  Mesmo com a maratona, o clube poupou poucos jogadores e não teve nenhuma lesão constatada no elenco. No total, foram 8396 km de distância percorrida em deslocamento; o time correu 389 km dentro de campo nas quatro partidas.

Márcio Tannure,  Chefe do Departamento Médico  do Flamengo, explica a importância da integração de todas  as áreas para que o solidificação  do trabalho.

"Temos que ressaltar a integração entre a comissão permanente e os profissionais que chegaram com o técnico Jorge Jesus. É uma normalidade na Europa de se jogar com quase o mesmo time em todas as partidas.  Trabalhamos para oferecer o que temos de melhor ao treinador em termos de recuperação. O nosso território nacional é bem diferente dos países europeus e temos que nos adaptar e tentar diminuir o desgaste. É muito importante esse trabalho em conjunto com respeito a todas as áreas como vem acontecendo.  Temos conseguido grandes resultados. Um exemplo disso foi essa maratona, em que jogamos com o time principal.  As mudanças foram técnicas ou de suspensão e não por questões físicas", afirma Tannure, que destaca  também a importância da parte nutricional neste processo:

"Batemos muito na tecla de que o trabalho recovery de suplementação e nutrição é importantíssimo para diminuir a fadiga logo após os treinamentos. As avaliações fisiológicas são importantes para individualizar e sabermos como cada um está recebendo esse desgaste e como podemos tratá-los da melhor forma. Só conseguimos êxito através desse trabalho transdisciplinar. Ficamos felizes e satisfeitos, pois o clube é referência nesta área", afirma.

Neste domingo (01), o Flamengo  enfrenta o Palmeiras às 16h, no Maracanã, pelo Brasileirão. A vitória recoloca a equipe rubro-negra na liderança da  competição.