Libras

Notícias

Flamengo goleia o Olimpia por 5 a 1 em Brasília e avança para as semifinais da Libertadores

Em mais uma excelente atuação coletiva, Gabi (2), Bruno Henrique, Arão e Salcedo (contra) marcaram os gols da grande vitória rubro-negra

Por - em

Foto: Alexandre Vidal / CRF

Rumo à semifinal! No jogo de volta das quartas de final da Libertadores, o Flamengo goleou o Olimpia por 5 a 1 na noite desta quarta-feira (18), no Mané Garrincha. Os gols do Mengão foram marcados por Gabi (duas vezes), Bruno Henrique, Willian Arão e Salcedo (contra). Garantido nas semifinais pela quinta vez na história, o Rubro-Negro aguarda a definição do seu adversário, que sairá do confronto entre Barcelona de Guayaquil e Fluminense. Essa foi a segunda partida com torcedores presentes no estádio desde o início da pandemia. Com muita organização, segurança e cumprindo todos os protocolos sanitários, a Nação Rubro-negra fez uma linda festa e comemorou com muito entusiasmo a classificação para a próxima fase da competição.

O jogo
O Flamengo começou a partida com sua principal característica: valorizando a posse de bola. O Olimpia, precisando fazer gols para tentar reverter o placar do último jogo, saía mais para o ataque. Com isso, o time paraguaio dava espaços para o Mais Querido descer nos contra-ataques.

Aos 29’, o Mengão abriu o placar! Everton Ribeiro deu belo lançamento para Rodinei na direita, que levou até a linha de fundo e cruzou rasteiro para Gabi, o artilheiro da Libertadores, empurrar para as redes: 1 a 0.

Não demorou muito para o Rubro-Negro ampliar a vantagem aos 35’. Após roubada de bola no ataque, Everton Ribeiro, dentro da área, rolou para Arrascaeta. O uruguaio cruzou na segunda trave para Bruno Henrique cabecear com força para o gol: 2 a 0. O Olimpia ainda descontou com Recalde antes do intervalo: 2 a 1.

Logo no início do segundo tempo, o Mais Querido fez o terceiro! Arrascaeta cobrou falta na área, Léo Pereira conseguiu desviar, mas a bola ficou viva na pequena área e sobrou para Arão só empurrar para o gol vazio: 3 a 1.

O Flamengo estava insaciável e com fome de gols! Aos 10’, Arrascaeta cobrou escanteio fechado, a bola ia na direção de Léo Pereira, mas Salcedo chegou antes, se atrapalhou todo e empurrou para o próprio patrimônio: 4 a 1.