Libras

Notícias

Josué Heliodoro comenta primeira experiência com a Seleção Brasileira de Ginástica Artística

Rubro-negro foi convocado para o camping de treinamento junto com outros atletas da equipe juvenil

Por - em
A ginástica artística rubro-negra sempre foi celeiro de grandes talentos para a Seleção Brasileira da modalidade. Além de ceder inúmeras atletas para a equipe nacional feminina, a partir desta temporada, o Mais Querido voltará a ter um representante no elenco masculino. Pela primeira vez, Josué Heliodoro foi convocado para participar do camping de treinamento da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) junto com os demais atletas das categorias de base brasileira. Ao todo, 17 ginastas das categorias Adulto e Juvenil ficaram reunidos no CT Time Brasil, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, para um período de treinos, avaliações físicas e palestras educacionais.

Revelação rubro-negra do esporte, Josué Heliodoro comentou sobre a sua primeira convocação para o time brasileiro Juvenil.

“Fiquei muito feliz quando recebi a notícia de que havia sido convocado, pois sempre foi meu sonho fazer parte da seleção. No primeiro momento, eu achei que encontraria uma certa dificuldade de adaptação, mas me dediquei ao máximo aos treinos e tudo correu bem. O meu objetivo agora é dar o meu melhor para poder participar de um camping na Alemanha, que é um evento preparatório para o Campeonato Mundial Juvenil, onde quero muito estar presente”, disse o rubro-negro, que completou falando sobre o contato que teve com atletas mais experientes.

“Foi bem legal, quando cheguei no CT todos os meus ídolos estavam lá, o Diego Hypólito, Arthur Zanetti, Francisco Barreto, e outros. Na verdade, eu tento sempre buscar referência nos adultos, tentando chegar ao nível deles, e acredito que aos pouquinhos eu vou conseguir”, finalizou Josué.

Roberto Nassar, treinador rubro-negro e da Seleção Brasileira Juvenil, avaliou a importância do camping para os ginastas.

“Nesse camping de treinamento, organizado pela CBG, trabalhamos todas as partes de força e técnica dos ginastas, além de seis palestras envolvendo o aspecto de assédio e agressão física contra o atleta, biomecânica e medicina preventiva. Ao final desses dez dias, Marcos Goto, coordenador técnico da seleção, teve a condição de avaliar os seis ginastas juvenis que estão pré-selecionados para disputar um torneio amistoso na Alemanha, em março, e o Campeonato Mundial Juvenil, na Hungria, em junho”, disse Roberto.


As equipes de ginástica artística do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – AmBev, Rede D’or – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos.