Libras

Notícias

Judô conquista o bicampeonato do Troféu Itinerante

Com 306 medalhas de ouro, Rubro-Negro é o campeão geral de 2012

Por - em
O judô do Flamengo alcançou mais um resultado histórico. Após resgatar sua tradição nos tatames e conquistar títulos importantes, como o Grand Prix Nacional Feminino, o Flamengo assegurou o bicampeonato consecutivo do Troféu Itinerante ao encerrar o ano com um total de 306 medalhas de ouro, uma a mais que o Instituto Reação, que liderava o ranking estadual até então. O clube da Gávea ainda computou 234 medalhas de prata e 279 de bronze, totalizando 819 medalhas ao longo do ano. O Reação conquistou ao todo, 691 medalhas, sendo 185 pratas e 201 bronzes, além dos 305 ouros. O terceiro lugar geral ficou para o Brasil Vale Ouro (BVO), com 291 ouros, 201 pratas e 237 bronzes (729 medalhas).

"Foi muito emocionante. Na última semana da competição, há cerca de 15 dias, estávamos a 14 medalhas do Instituto Reação e faltava só o nosso máster. Fizemos 15 medalhas de diferença e viramos. Para mim teve um gostinho especial, pois seria minha última competição como atleta e, após vencer todas as etapas desse ano, confesso que tive medo de perder na última luta que seria a minha despedida e, o que é pior, minha derrota poderia causar também a derrota do meu clube. Graças à Deus deu tudo certo, fui campeão e o Flamengo também. Poucas vezes me emocionei tanto em uma competição de judô. Foram nove anos defendendo o clube como atleta e, nesses três últimos anos atuando como técnico", disse Murilo Gouveia, um dos integrantes da comissão técnica rubro-negra.

Única agremiação que se manteve entre os três primeiros colocados nos três circuitos, o Flamengo se igualou ao próprio Reação, com duas conquistas cada, mas com a vantagem de poder trazer para a Gávea a taça definitiva caso seja tricampeão em 2013. Criado há quatro anos, o Troféu Itinerante ficará com a agremiação que conquistá-lo cinco vezes alternadamente ou três vezes consecutivas. O Reação venceu em 2009 e 2010 e o Flamengo, em 2011 e 2012.

"Sempre tive o apoio de todos nesse clube que considero minha casa. Espero agora poder me dedicar mais como membro da comissão técnica" encerrou Murilo.