Libras

Notícias

Renan Alcântara e Giovana Stephan falam sobre Mundial e dueto misto

Dupla comemorou bom momento e projetou a competição internacional

Por - em
Representantes do Flamengo e da Seleção no dueto misto do nado sincronizado, Renan Alcântara e Giovana Stephan estão em reta final de treinamentos para o Campeonato Mundial da modalidade, que será disputado na Hungria.

Visando à competição, Giovana contou como estão os preparativos para o torneio. "Nós estamos com objetivos altos para o Mundial em Budapeste. Será o segundo com a prova de dueto misto, a categoria mais recente do esporte, mas que está crescendo e ganhando espaço", disse.

"Estamos treinando de segunda à sábado, de 7 às 13h, no Centro de Treinamento Time Brasil, no Maria Lenk. Vamos participar de uma competição preparatória de 13 a 17 de abril no Chile junto com o dueto feminino do Brasil e o dueto infantil do Flamengo. Lá vamos apresentar nossa coreografia de rotina livre com algumas modificações do mesmo tema que fomos campeões brasileiros pelo Flamengo no ano passado ("Romeu e Julieta"). Estamos preparando para o mundial uma nova coreografia de rotina técnica, com tema do ballet Bela Adormecida", explicou a atleta.

Para Renan, o momento é de realizações: "Estou muito feliz em fazer parte do dueto misto com a Gi. O nado sempre foi um sonho e sempre esteve muito presente na minha vida. Saber que em quatro meses estarei representando meu país no Mundial não tem preço. Gi e eu fomos campeões do Sul-Americano no ano passado no Paraguai e ela tem me ajudado muito", comemorou.

O atleta ainda comentou sobre o Mundial, que começa no fim de abril: "A prova de dueto misto esse ano será imensa. Acredito que terá em torno de 20 duetos e o objetivo de todos é unir forças para colocar a prova na Olimpíada em 2020. Esse é o nosso maior sonho."

Os dois já estão treinando para o Mundial em Budapeste, capital da Hungria, que acontecerá de 14 a 30 de abril. A prova de dueto misto encerrará a competição.

As equipes de nado sincronizado do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé. O Projeto Anjo da Guarda Rubro-Negro, de transferência fiscal de pessoa física, beneficia todas as modalidades olímpicas do Mais Querido.

*Sob supervisão de Isabela Abirached