Libras

Notícias

Nathália Almeida e Daiene Dias conquistam o ouro no Mundial Militar de Natação

Nos 200m Medley, Naná bate o índice olímpico dos Jogos de 2016

Por - em
Mal terminou a Copa do Mundo da Rússia e a cidade de Samara voltou a receber uma competição, mas desta vez, foram disputas aquáticas. E quem brilhou foi a rubro-negra Nathália Almeida, que conquistou o ouro nos 200m Medley e, de quebra, bateu o índice olímpico dos Jogos do Rio 2016 com o tempo de 2m14s21, melhor tempo do Brasil no ano. Daiene Dias também representou o Mais Querido com maestria, ajudando a equipe nacional a vencer o revezamento 4x100 Medley Misto (3m50s50).

A 50ª edição do Mundial Militar de Natação, que foi realizada do dia 17 a 21 de agosto, contou com a participação de 20 atletas brasileiros. Entre eles, Daiene, Naná e Filipe Ribeiro defendem as cores do Flamengo.

O Brasil chegou a estar na liderança da competição, mas acabou sendo ultrapassado pela Rússia e terminou na segunda colocação. No total, a equipe brasileira conquistou 28 medalhas, 10 ouros, 10 pratas e oito bronzes.

 “A competição foi muito boa, nadei antes os 200m Borboleta, onde repeti o meu melhor tempo. Dividi um pouco mal a prova, mas gostei do resultado e fui bastante confiante para os 200m Medley. Agora, estou bastante animada para a disputa do José Finkel, porque a nossa equipe vem treinando focada neste torneio e esperamos conquistar muitas medalhas para o Flamengo”, disse a Nathália. 

A nadadora, assim como os demais atletas rubro-negros, volta para o Brasil e vai direto disputar o Troféu José Finkel, que começa nesta sexta-feira (24). A competição acontece no Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo, até o dia 28 de agosto.

As equipes de natação do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.