Libras

Notícias

Treinos do polo aquático do Mengão foram cancelados para atletas doarem sangue

Campanha Sangue Rubro-Negro promoveu coleta na Gávea em parceria com o Hemorio

Por - em
Associados, colaboradores e atletas fizeram o sucesso da campanha Sangue Rubro-Negro, realizada na Gávea nesta quinta-feira (17). E um apoio especial veio das equipes de polo aquático do Mengão: os times feminino e masculino fizeram questão de abrir mão dos treinamentos do dia para que pudessem participar da coleta.

“Aderimos a essa campanha que achamos muito importante, principalmente porque os bancos de sangue têm baixado por conta da pandemia e as pessoas não vêm saindo de casa. O Flamengo tomou essa iniciativa e pediu a colaboração dos atletas, então eu trouxe minha equipe toda para ajudar. Por isso, cancelamos o treino hoje, pois são necessárias doze horas de repouso após a doação. Amanhã voltaremos ao normal”, explicou George Chaia, treinador do time masculino.

Os técnicos também entraram na ação, doaram sangue e deram o exemplo. Antonio Canetti, comandante da equipe feminina, ficou feliz com a oportunidade.

“Eu nunca doei, foi a primeira vez. Me surpreendi porque quando cheguei aqui estava cheio de gente, então foi o maior sucesso. Com certeza, se tiver de novo daqui a seis meses, quando eu estiver liberado para doar novamente, estarei aqui”, disse o rubro-negro.

A iniciativa promovida pelo Mais Querido, em parceria com o Hemorio e com apoio do BRB, resultou em mais de 120 bolsas coletadas em cinco horas, quantidade que pode salvar até 576 vidas. Para Hemanuelle Reis, goleira do Mais Querido, o esporte ficou em segundo plano diante da chance de ajudar o próximo.

“Achei muito importante a doação de sangue organizada pelo clube. Faz parte não poder treinar, até por segurança mesmo, e acredito que fazendo o melhor a gente consegue também ter resultados. É mais importante poder ajudar quem precisa, perder um dia de treino vale a pena por isso”, argumentou a atleta. 

Desde o dia 8 de setembro, o Hemorio e o Flamengo estão disponibilizando máscaras rubro-negras para todos que realizarem doações na sede da instituição. Até o momento, mais de 3.200 bolsas de sangue foram coletadas, representando cerca de 13 mil vidas salvas e mostrando um aumento significativo em relação aos meses anteriores. A ação continua até o fim de setembro na rua Frei Caneca, 8, no Centro.

As equipes de polo aquático do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – AmBev, Estácio, Furnas e Rede D’or  – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.