Libras

Notícias

Fabiana Beltrame conquista ouro inédito no Mundial de Remo

Remadora do Flamengo vence o single skiff leve e se torna a primeira representante nacional a subir ao lugar mais alto do pódio na competição

Por - em

A remadora do Flamengo, Fabiana Beltrame, escreveu mais uma página dourada na história do esporte brasileiro. Na manhã desta sexta-feira (02.09), a catarinense de 29 anos deu um verdadeiro show e conquistou, em Bled, na Eslovênia, a primeira medalha de ouro do país em um Mundial de Remo. Beltrame foi soberana de ponta a ponta e, com o tempo de 7min44s58 e vantagem de quase dois barcos de diferença, venceu no single skiff leve (LW1x). A suíça Pamela Weisshaupt ficou com a prata (7min48s24), e a alemã Lena Mueller (7min50s44), com o bronze. Em junho, a rubro-negra já havia subido ao lugar mais alto do pódio na etapa de Hamburgo da Copa do Mundo.

\

- Saí determinada desde início e ninguém ia me tirar esse ouro. Não esperava que fosse chegar com essa diferença. Com muito treinamento, consegui o bom resultado. Cheguei morta, mas ficar no pódio com minha filha foi emocionante demais. Estou sentindo até agora. Era um sonho mesmo ganhar esse ouro. Estou muito feliz. Espero que seja o primeiro de muitos que o Brasil ganhará no futuro – disse a remadora, dedicando a medalha à filha Alicia, que hoje completa dois anos.

\

Com a filha Alicia no colo, a principal atleta do remo brasileiro aproveitou para retribuir o carinho que vem recebendo em sua trajetória.

\

- Esse título é para ela. Embora não tenha consciência, foi ela quem me deu força para que eu conseguisse chegar até aqui. Quero que quando ela cresça tenha orgulho de mim.  Agradeço ao Flamengo, meu clube de coração, que está sempre me apoiando, e a todos que sempre me dão força. Quero agradecer também por todas as mensagens recebidas, li absolutamente todas, obrigada pelo carinho e força de todos – completou a remadora brasileira.

\

A presidente Patricia Amorim, que também acumula a vice-presidência de remo, não poupou elogios à remadora.

\

"Hoje é um dia histórico para o remo brasileiro e rubro-negro.  A Fabiana realmente é especial e nos enche de orgulho pela sua garra e determinação. A conquista foi fantástica, indiscutível e emocionante. Ela é a cara do Flamengo. Parabéns pela sua dedicação. Temos a melhor no maior do mundo".

\

Na semifinal, disputada na quinta-feira (01.09), a atleta catarinense se poupou e avançou à disputa por medalhas com o segundo melhor tempo (7min56s57), atrás apenas da americana Ursula Grobler, que cravou 7min50s44. Nesta sexta, a brasileira disputou a final com força máxima, enquanto Grobler ficou fora do pódio.

\

"Na quinta usei uma tática de não forçar muito na semifinal. Só me classifiquei mesmo com o tempo necessário para nesta sexta poder dar uma boa largada", revelou.

\