Libras

Notícias

Flamengo garante a permanência na Superliga e se despede da competição

Na Gávea, Rubro-Negro foi superado no tie-break pelo Fluminense

Por - em
O Flamengo entrou em quadra na noite desta terça-feira (10) precisando chegar ao tie-break  para garantir um ponto na tabela e, consequentemente, a permanência na Superliga na próxima temporada, sem precisar depender de outros resultados. Com boa atuação, o Mengão venceu os dois primeiros sets e alcançou o feito, fazendo a alegria da torcida presente no ginásio Hélio Maurício. Entretanto, a equipe acabou superada pelo Fluminense por 3 sets a 2 (parciais de 25x19, 25x19, 19x25, 17x25 e 7x15) e se despediu da competição na 10° colocação, com o dever de se manter na elite do voleibol em seu primeiro ano de volta cumprido. 

Um bom saque de Vicky Mayer deu início ao jogo, com o primeiro ponto confirmado por Bia Flávio no contra-ataque. A partida seguiu equilibrada e o Fluminense buscava o empate a cada ponto, mas com uma largada de Carla, o FlaVôlei voltou a abrir vantagem em 16 a 13. Jéssica entrou para sacar e fez um ace, ampliando a diferença e colocando o Mais Querido 5 pontos à frente no placar (25x15), forçando o tricolor a pedir tempo. Não funcionou e o Flamengo pontuou novamente, desta vez com um belo bloqueio de Roberta na ponta. Na sequência, o Fluminense errou o ataque na mesma posição e o placar mostrou 22 a 15 pra o time da Gávea, que fechou a parcial pouco depois com Carla atacando pela entrada de rede (25x19). 

O tricolor iniciou o segundo set cometendo muitos erros, assim como no primeiro, e o Flamengo logo abriu 3 a 0. O adversário chegou a empatar em 4, mas o bom volume de jogo do Rubro-Negro o colocou novamente à frente (7x4). Muito consistente, o FlaVôlei se aproveitou da falta de regularidade do Fluminense, que continuava a errar, e se distanciou cada vez mais no marcador. Uma pancada de Bia Flávio pela saída rendeu às donas da casa o 16° ponto e o tricolor, com 11, parou o jogo. Com uma bola rápida de Nandyala, o Flamengo fez 20 a 14 e ficou a apenas cinco pontos da vitória no set. Sem sustos, com um bloqueio da central, o Mengão repetiu o placar, fechou a segunda parcial e selou a permanência na elite do voleibol com um ponto garantido na tabela. 

As mudanças no Fluminense surtiram efeito e, pela primeira vez no jogo, o time conseguiu tomar a dianteira no marcador, chegando a fazer 8 a 6. Sem se abalar, o Flamengo buscou o empate, que veio com um ace de Francine. Entretanto, o tricolor, cometendo menos erros, voltou a abrir e conseguiu manter a vantagem até o fim, vencendo a parcial por 25 a 19. 

Embalado pela vitória no terceiro set, o Fluminense reiniciou a partida colocando pressão e conseguiu 8 a 3, chegando depois a 12 a 5. Pouco a pouco, o FlaVôlei foi buscando diminuir a distância na pontuação, mas o tricolor se manteve à frente e, com 25 a 17, deixou tudo igual na Gávea. 

No tie-break, set mais curto de apenas 15 pontos, o Fluminense logo abriu vantagem e dificultou a reação das donas da casa. O tricolor conseguiu manter a diferença, vencendo o set por 15 a 7 e a partida. 

As equipes de vôlei do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Zinzane, Estácio, AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR) e Lei de Incentivo Estadual/Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje) do Rio de Janeiro, além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.