Libras

Notícias

FlaVôlei realiza amistosos contra Pinheiros e Osasco em São Paulo

Rubro-negro se prepara para disputa da Superliga e do Campeonato Estadual

Por - em
A hora da estreia está cada vez mais próxima e o Flamengo está à todo vapor na preparação para a temporada 2019/2020. As meninas do FlaVôlei estão em São Paulo e, nos próximos três dias, encaram amistosos contra Pinheiros e Osasco. Veteranas de Superliga, as adversárias são duas das mais tradicionais equipes da modalidade no país. 

Nesta quarta-feira (11), o duelo é contra o Pinheiros, no ginásio Henrique Villaboim, às 18h. O Osasco recebe o Mais Querido no José Liberatti na quinta (12) e na sexta-feira (13), às 17h e às 16h, respectivamente.

Comandante do Flamengo desde o início da caminhada da equipe na Superliga B, competição que garantiu a volta do clube à elite do voleibol, Alexandre Ferrante falou sobre a importância dos amistosos na preparação para a nova temporada. 

“A gente começa de uma maneira gradativamente crescente. Vamos pegar a equipe do Pinheiros, que acho que é um adversário direto nosso e importantíssimo, e é bom que tenhamos alguma impressão sobre eles antes da Superliga. E vamos jogar duas partidas contra o Osasco, que tem toda uma representatividade institucional na cabeça das meninas. Nesse momento, ainda que peguemos um adversário descaracterizado do seu melhor, que mais adiante está por vir, a gente entra naquele clima do ginásio José Liberatti, que traz ali toda uma aura de competitividade e excelência na cabeça das meninas, e é importante irmos vencendo isso aos poucos”, comentou o treinador. 

O Flamengo tem pela frente na temporada a disputa do Campeonato Estadual, com início previsto para o final de agosto, e a Superliga, principal compromisso do Rubro-Negro, que começa em meados de novembro.

As equipes de vôlei do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Estácio, AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR) e Lei de Incentivo Estadual/Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje) do Rio de Janeiro, além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.