Libras

Notícias

Sesc RJ Flamengo vai até Curitiba para vencer e comprovar evolução na Superliga feminina de vôlei‌

Por - em

Depois de cinco triunfos seguidos em casa, time comandado pelo técnico Bernardinho espera manter boa fase, mas prega respeito ao adversário

Depois de enfileirar cinco vitórias seguidas na Superliga feminina de vôlei, o Sesc RJ Flamengo volta às quadras pós-Carnaval com um desafio importante. O time comandado pelo técnico Bernardinho vai até Curitiba encarar o Curitiba Vôlei, nesta quinta-feira (03.03), às 20h30, para comprovar a boa fase. A expectativa é emplacar mais um triunfo, mas sabendo que terá um adversário perigoso pela frente. O canal Sportv 2 transmitirá o confronto.

Peça importante na equipe rubro-negra, a ponteira Gabiru destacou exatamente o respeito que ela e suas companheiras precisam ter diante do Curitiba Vôlei. Afinal, a fase é boa, mas não se pode perder o foco.

“Uma sequência de vitórias como a nossa sempre traz mais confiança. No entanto, temos que entrar em quadra sabendo que do outro lado tem um time perigoso, que vai lutar pelo resultado assim como a gente. Precisamos seguir focadas e sabendo o que precisamos fazer para tentarmos voltar para o Rio com mais uma vitória”, explicou Gabiru.

Faltando poucas rodadas para o fim da fase de classificação da Superliga feminina, o Sesc RJ Flamengo se firmou na quinta posição, com 36 pontos e 12 vitórias. E mostrou um crescimento como equipe justamente em um momento crucial, o que levanta ainda mais o moral de todos.

“Acho que o time começou a ter a evolução na hora certa, na hora mais importante do campeonato. Oscilamos durante a fase classificatória, mas conseguimos nos fortalecer como time e melhorar. Acredito que tenha ainda pontos a serem melhorados e vamos buscar cada vez mais essa evolução para chegar bem nos playoffs”, finalizou Gabiru.

Para conseguir mais um resultado positivo, o Sesc RJ Flamengo conta com seus destaques na competição. A central Milka se firmou como uma das melhores sacadoras e tem o sexto melhor aproveitamento, com 0,3 de média de aces por sets disputados. A ponteira dominicana Peña é a quinta maior pontuadora, com 272 acertos, e segue como uma grande arma rubro-negra. Na linha de passe, Natinha e Maira têm garantido a bola na mão das levantadoras. As duas possuem, respectivamente, a segunda e terceira melhores médias de recepção: 74% e 71% de aproveitamento.