Campeonato Brasileiro

De Flapédia
Ir para: navegação, pesquisa
Navegue ano a ano no Campeonato Brasileiro
Campeonato Brasileiro de Futebol
1971 / 1972 / 1973 / 1974 / 1975 / 1976 / 1977 / 1978 / 1979 / Trofeu.JPG1980 / 1981 / Trofeu.JPG1982 / Trofeu.JPG1983 / 1984 / 1985 / 1986 / Trofeu.JPG1987 / 1988 / 1989 / 1990 / 1991 / Trofeu.JPG1992 / 1993 / 1994 / 1995 / 1996 / 1997 / 1998 / 1999 / 2000 / 2001 / 2002 / 2003 / 2004 / 2005 / 2006 / 2007 / 2008 / Trofeu.JPG2009 / 2010 / 2011 / 2012 / 2013 / 2014


Conteúdo

Introdução

O Campeonato Brasileiro, também conhecido como Campeonato Brasileiro - Série A e conhecido popularmente como Brasileirão, é o principal torneio entre clubes de futebol do Brasil. Sucedeu os torneios Roberto Gomes Pedrosa (que tinha o mesmo modelo de um campeonato nacional) e a Taça Brasil (que tinha o mesmo modelo da Copa do Brasil, eliminatório) como o principal torneio nacional do esporte. O Campeonato Brasileiro define os representantes brasileiros nas competições sul-americanas ao lado da Copa do Brasil, cujo campeão também representa nos torneios continentais.

O torneio é organizado, atualmente, pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e dá acesso ao seu campeão, vice-campeão, terceiro e quarto colocados à Libertadores da América. Uma das características do Campeonato Brasileiro foi a falta de uma padronização no sistema de disputa, que mudava a cada ano, assim como as regras e o número de participantes.

Após ter sido aprovado no Congresso Nacional o "Código do Torcedor", a CBF fez um planejamento que visava a organizar o confuso calendário do futebol nacional.

Foi reduzido o tempo disponível para as competições estaduais e, a partir do campeonato de 2003, adotado o sistema de turno e returno com disputa em pontos corridos.

Como esse sistema exige muito tempo do calendário, também foi reduzido o número de competidores em 2004, que eram 24, para 22 em 2005 e vinte em 2006, tanto na Série A (Primeira Divisão) como na Série B (Segunda Divisão). Para a Série C, continua o sistema de eliminatórias regionais até as últimas fases, para que times pequenos e com baixo orçamento tenham chance de competir.

Em 2010, o então presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, anunciou oficialmente a unificação dos títulos brasileiros. Serão incorporados os campeões da Taça Brasil, disputada entre 1959 e 1968, e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa, disputado entre 1967 e 1970.

Campeão e Vice por ano

Taça Brasil

Lente.pngVer também: Taça Brasil

Ano Campeão Vice
1959 Bahia Santos
1960 Palmeiras Fortaleza
1961 Santos Bahia
1962 Santos Botafogo
1963 Santos Bahia
1964 Santos Flamengo
1965 Santos Vasco da Gama
1966 Cruzeiro Santos
1967 Palmeiras Náutico
1968 Botafogo Fortaleza

Torneio Roberto Gomes Pedrosa

Lente.pngVer também: Torneio Roberto Gomes Pedrosa

Ano Campeão Vice
1967 Palmeiras Internacional
1968 Santos Internacional
1969 Palmeiras Cruzeiro
1970 Fluminense Palmeiras

Campeonato Brasileiro

Ano Campeão Vice
1971 Atlético MG São Paulo
1972 Palmeiras Botafogo
1973 Palmeiras São Paulo
1974 Vasco Cruzeiro
1975 Internacional Cruzeiro
1976 Internacional Corinthians
1977 São Paulo Atlético MG
1978 Guarani Palmeiras
1979 Internacional Vasco
1980 Flamengo Atlético MG
1981 Grêmio São Paulo
1982 Flamengo Grêmio
1983 Flamengo Santos
1984 Fluminense Vasco
1985 Coritiba Bangu
1986 São Paulo Guarani
1987 (1) Flamengo Internacional
Sport (2) Guarani (2)
1988 Bahia Internacional
1989 Vasco São Paulo
1990 Corinthians São Paulo
1991 São Paulo Bragantino
1992 Flamengo Botafogo
1993 Palmeiras Vitória
1994 Palmeiras Corinthians
1995 Botafogo Santos
1996 Grêmio Portuguesa
1997 Vasco Palmeiras
1998 Corinthians Cruzeiro
1999 Corinthians Atlético MG
2000 (1) Vasco São Caetano
2001 Atlético PR São Caetano
2002 Santos Corinthians
2003 Cruzeiro Santos
2004 Santos Atlético PR
2005 Corinthians Internacional
2006 São Paulo Internacional
2007 São Paulo Santos
2008 São Paulo Grêmio
2009 Flamengo Internacional
2010 Fluminense Cruzeiro
2011 Corinthians Vasco
2012 Fluminense Atlético-MG
2013 Cruzeiro Grêmio
(1) Campeonatos Nacionais que foram organizados pelo Clube dos 13.
(2) Apesar de terem disputado a Segunda Divisão (Módulo Amarelo) em 1987, a CBF considera que Sport e Guarani também são respectivamente campeão e vice do campeonato nacional de 87. Ver Campeonato Brasileiro 1987.

Maiores Artilheiros Rubro-Negros

Posição Jogador Gols
Zico 139 gols
Bebeto 41 gols
Renato Abreu 40 gols
Romário 37 gols
Nunes 34 gols
Petkovic 31 gols
Tita 29 gols
Léo Moura 29 gols
Obina 28 gols
10º Adílio 26 gols

Atualizado 21/08/2014

Mais Jogaram pelo Rubro-Negro

Posição Jogador Jogos
Léo Moura 299
Júnior 262
Zico 249
Adílio 181
Ronaldo Angelim 171
Zinho 164
Renato Abreu 164
Andrade 160
Juan 148
10º Bruno 134

Atualizado 11/09/2014

Números do Flamengo

  • Técnico que mais treinou

Ranking do público médio de partidas em casa

Até 2008

  1. Flamengo: 27.094
  2. Bahia*: 24.983 (até 2003)
  3. Atlético-MG: 24.298
  4. Corinthians: 21.917
  5. Cruzeiro: 19.754
  6. Internacional: 18.168
  7. Palmeiras: 18.252
  8. Vasco*: 17.467 (até 2007)
  9. São Paulo: 17.019
  10. Grêmio: 16.998
  11. Fluminense: 15.675
  12. Santa Cruz: 15.235
  13. Sport: 14.931
  14. Fortaleza*: 14.635 (até 2005)
  15. Paysandu*: 14.610 (até 2004)
  16. Ceará*: 13.955
  17. Santos: 13.751
 

18. Coritiba: 13.631
19. Goiás: 13.448
20. Remo*: 13.578
21. Botafogo: 13.364
22. Vitória: 12.699
23. Náutico: 11.279
24. Atlético-PR: 11.039
25. Figueirense:* 9.878 (até 2002)
26. Santo André: 9.195
27. Guarani-SP*: 8.769 (até 2003)
28. Avaí: 8.022
29. Ponte Preta*: 7.953 (até 2005)
30. Paraná: 7.603
31. Criciúma*: 6.266 (até 2003)
32. Portuguesa:* 6.256 (até 2002)
33. Juventude: 5.386
34. São Caetano*: 4.111 (até 2005)
35. Ipatinga: 3.602

(*) Valores desatualizados Fonte: Revista Placar - Guia do Brasileirão 2009, 2008, 2007, 2006, 2005, 2004 e 2003
(**) Considerando a PLACAR nº 1250, de novembro de 2002, pág. 38, haveria a inclusão de outros clubes nesta lista e possíveis mudanças de posição. Como exemplo, o América-RJ com 6.500 espectadores em média, era o 49º colocado. Naturalmente esta lista sofreria distorções em função das poucas participações de alguns clubes em campeonatos com médias de públicos maiores do que as do Século XXI.

Melhores médias de públicos anuais (partidas em casa)

   

(*) Média de Público Pagante

Parte do conteúdo deste artigo foi retirado das seguintes fontes:
Revista Placar Abril/2006
Revista Placar - Guia do Brasileirão 2007, 2006, 2005, 2004 e 2003
Se tiver interesse em tirar o seu conteúdo deste artigo, mande um email pros nossos Colaboradores

Ver também

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas