Flamengo 2x3 São Paulo - Final da Copa dos Campeões de 2001

De Flapédia
Ir para: navegação, pesquisa

Conteúdo

História

Capa do Caderno Especial do Jornal dos Sports sobre a Conquista

"Pet nunca mais vai fazer um gol desses". Era fácil ouvir essa frase, dita até pelos próprios torcedores do Flamengo, após a conquista do tricampeonato estadual do Clube, em 2001, diante do Vasco, quando o sérvio Petkovic fez um magistral gol de falta no finalzinho da partida. Gol que deu o título ao Rubro-Negro. Mas, os profetas se enganaram. Contra todos os prognósticos, a estrela de Pet brilhou novamente. E em outra cobrança genial de falta, o gringo deu outro título ao Mengo: a Copa dos Campeões.

Em 2001, o Fla queria fazer desta competição um atalho para a Libertadores. E conseguiu. Com grandes atuações de Beto, Edílson e Petkovic, a equipe carioca sagrou-se campeã e garantiu presença no torneio sul-americano do qual não participava desde 1983.

A caminhada do time da Gávea rumo ao título começou com duas vitórias contra o Bahia: 4 a 2 e 2 a 0. Logo depois, a equipe dirigida por Zagallo teve pela frente o Cruzeiro. No primeiro confronto, 0 a 0. No segundo, um implacável 3 a 0.

O São Paulo foi o adversário da final, disputada em dois jogos. Em uma partida de alto nível, o Flamengo fez 5 a 3 na primeira decisão. Desta forma, podia até perder por um gol de diferença no duelo seguinte. E foi o que aconteceu. O time do Morumbi ganhou por 3 a 2, de virada, mas não foi o suficiente.

O Jogo

Petkovic é carregado após o fim do jogo

O São Paulo bem que tentou, mas não conseguiu tirar do Flamengo o título de Campeão dos Campeões de 2001. O Fla perdeu, por 3 a 2, no Estádio Rei Pelé, mas foi suficiente. O resultado deu ao time o título da Copa dos Campeões e garantiu ao Rubro-Negro – que vencera a primeira partida final, em João Pessoa, por 5 a 3 – a segunda das quatro vagas destinadas ao Brasil na Taça Libertadores da América de 2002.

Ao final da partida, a torcida gritou os nomes de Zagallo e do atacante Edílson, dois heróis do título, que o time ganhou de forma invicta. O técnico Nelsinho Baptista, do São Paulo, chamou o árbitro Márcio Rezende de Freitas de “safado”, pois o juíz expulsou de campo os jogadores Luís Fabiano e Fabiano.

O São Paulo foi para o vestiário no intervalo sonhando com o título. O time começou a partida pressionando o Flamengo e criou boas chances de gol, mas os contra-ataques do adversário eram sempre perigosos porque contavam com a habilidade de Beto, Petkovic e Reinaldo.

O gol que começou a dar esperanças ao São Paulo de descontar a vantagem do Flamengo foi marcado por Kaká, aos 39 minutos. E foi um golaço. O jovem meia do São Paulo recebeu passe de França na entrada da área, driblou o experiente Gamarra, levantou a cabeça e tocou no ângulo esquerdo, longe do alcance do goleiro Júlio César.

A vantagem do São Paulo esfriou o ânimo dos torcedores do Flamengo, maioria no Estádio Rei Pelé. Mas o time nem teve tempo de pressionar o adversário no segundo tempo. A estrela de Petkovic começou a brilhar com 1 minuto de jogo. Numa cobrança de falta pela direita, o sérvio colocou a bola na cabeça do zagueiro Juan, que empatou o jogo. Aos 13, em cobrança de falta próximo à grande área, Petkovic colocou a bola no ângulo esquerdo de Rogério Ceni.

Depois disso, Luís Fabiano desentendeu-se com Petkovic e foi expulso de campo aos 14 minutos. A torcida alagoana ensaiava um coro de "olé" quando, aos 18, Juan derrubou Júlio Baptista, que entrara no lugar de Fábio Simplício. França bateu no canto esquerdo e empatou o jogo. Com um jogador a menos, o time pauslita precisava fazer mais dois gols. Fez um, aos 43 minutos, num chute de França de fora da área. Mas era tarde. E Fabiano ainda foi expulso no último minuto. Festa da torcida rubro-negra, em grande número nos estados do Nordeste.

Com a conquista, o Flamengo voltou, enfim, a disputar a Taça Libertadores da América. E Zagallo, aos 69 anos, comemorou, pela primeira vez em sua vitoriosa carreira, um título em Maceió, sua terra natal.

Vídeo

{{#ev:youtube|x2HDLKGXqEU}}

Ficha Técnica

Os Campeões - Jornal dos Sports

FLAMENGO 2X3 SÃO PAULO 2º Jogo Da Decisão da Copa dos Campeões

Data: 11/07/2001
Local: Rei Pelé (Maceió-AL)
Juiz: Márcio Rezende de Freitas (MG)
Público: Não divulgado
Gols: Kaká aos 39 do 1º; Juan 2, Petkovic 13, França 20 e 43 do 2º;
Expulsões: Luís Fabiano e Fabiano (SP).

FLAMENGO: Júlio Cesar, Alessandro, Juan, Gamarra, Cássio, Jorginho, Rocha, Beto, Petkovic(Maurinho), Reinaldo(Fábio Augusto) e Edílson.

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Belleti, Rogério Pinheiro, Jean e Gustavo Nery; Alexandre, Carlos Miguel (Fabiano), Fábio Simplício (Júlio Batista) e Kaká; Luís Fabiano e França. Técnico: Nelsinho Baptista.

Ver também

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas