Flamengo 3x0 Botafogo - Final do Campeonato Brasileiro de 1992

De Flapédia
Ir para: navegação, pesquisa

Conteúdo

História

Na primeira fase, o Flamengo passou seis partidas sem vencer, sofrendo quatro derrotas em 35 dias. "Massacre no Maracanã" foi a manchete de esportes de O Globo, de 30 de março, resumindo como ocorreu a goleada de 4x2 aplicada pelo Vasco, na véspera.

Mas depois dos ajustes do técnico Carlinhos, mesclando jogadores como Gottardo, Gaúcho, Zinho e o goleiro Gilmar, ao talento de Júnior, que aos 38 anos ainda encantava com o seu futebol, o time iniciou uma reação pouco vista antes na história do Campeonato Brasileiro.

Aos mais experientes, somava-se a juventude de Nélio, Paulo Nunes, Djalminha e Marcelinho Carioca.

Embalado, o Flamengo venceu o Botafogo na primeira partida decisão por 3x0, praticamente já garantindo o pentacampeonato.

O Jogo

O Flamengo só precisou de um tempo na primeira partida da decisão para garantir o título.

Comandado por Júnior, o time não deu chances ao adversário. Depois de um corta-luz de Gaúcho, o "Vovô Garoto" chutou de fora da área pra fazer 1x0. O segundo não demorou muito para sair. Lançado por Fabinho, Nélio toca entre as pernas de Ricardo Cruz. O terceiro viria com Gaúcho, de cabeça, após um cruzamento perfeito de Piá.

Depois foi só tocar a bola no segundo tempo e garantir o resultado.

Vídeo

{{#ev:youtube|byk7G_pfbVw}}

Ficha Técnica

12/07/1992 - Maracanã - Rio
Flamengo 3x0 Botafogo
Gols: Júnior 15, Nélio 34, Gaúcho 38 do 1o tempo; Público: 102.547; Renda: Cr$ 1.936.000,00; Juiz: José Roberto Wright.
Flamengo: Gilmar, Fabinho, Júnior Baiano, Wilson Gottardo e Piá; Uidemar, Júnior, Zinho e Nélio (Paulo Nunes); Gaúcho e Júlio César. Técnico: Carlinhos
Botafogo: Ricardo Cruz, Odemílson, Renê, Márcio Santos e Válber; Carlos Alberto Santos, Pingo, Carlos Alberto Dias e Renato Gaúcho; Valdeir e Pichetti. Técnico: Gil

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas