Flamengo 3x2 Atlético-MG - Final do Campeonato Brasileiro de 1980

De Flapédia
Ir para: navegação, pesquisa

Conteúdo

História

Nunes comemora seu gol decisivo

Faltava ao Flamengo o título de Campeão Brasileiro. Em nove anos de campeonato nacional, o Flamengo sempre fizera campanhas fracas. O que fazia com que o time fosse conhecido, principalmente em São Paulo, como "um time do Maracanã". O que não era verdade, pois nenhum outro clube brasileiro jogara tanto pelo país quanto o Flamengo - inclusive em São Paulo, onde muitas vezes derrotou os times da casa, entre os quais o mais poderoso de todos: o Santos de Pelé.

Com a chegada de Nunes (formado no juvenil do Flamengo, centroavante que ficaria conhecido como o Artilheiro das Decisões, revelado pelo Fluminense) para a vaga ocupada por Cláudio Adão, o time foi passando por cima dos seus adversários até chegar à final, em ida e volta, contra o Atlético Mineiro de Reinaldo, Toninho Cerezo e Éder.

E foi Nunes um dos principais responsáveis pela primeira conquista nacional do Clube de Regatas do Flamengo. Após muita briga e muita disputa nas partidas da decisão, no confronto do Maracanã, a Nação Rubro-Negra fez a diferença, o time se doou em campo, e saiu com a taça de melhor time do Brasil; a taça de campeão brasileiro.

O Jogo

A primeira partida da decisão no Mineirão, foi marcada pela violência. O Flamengo jogou sem Zico, contundido, e Éder fraturou a mandíbula de Rondinelli numa dividida. Rondinelli caiu desacordado, com os olhos revirados. Voltou a si, ficou de pé e, mesmo sem saber direito onde estava, disse que ia continuar no jogo - e desmaiou de novo. Foi substituído, e os companheiros passaram o resto do jogo temendo por sua vida. O Atlético venceu por 1 a 0 e jogaria pelo empate no Rio.

Na finalíssima no Maracanã, diante de 164 mil pessoas, de nada adiantaram a violência e a catimba dos atleticanos. O Flamengo tinha de novo Zico e tinha Nunes, que começaria sua consagração como o artilheiro das grandes decisões. O primeiro tempo, duríssimo, terminou com o Flamengo vencendo por 2 a 1. No vestiário, Coutinho leu uma carta para a equipe: era de Rondinelli, escrita no hospital, com o maxilar preso por arames e parafusos. O "Deus da Raça" exortava: "Vamos pra cabeça, companheiros!" Como se tivesse uma dívida para com Rondinelli, o Flamengo voltou com tudo para o segundo tempo. O mineiro Reinaldo, grande jogador e, mal podendo andar em campo com uma distensão, ainda conseguiu empatar para o Atlético MG. Mas Nunes, que já fizera o primeiro gol, foi lá sozinho e fez o terceiro, o do título - e o da disputa, em 1981, da Taça Libertadores da América.

Vídeo

{{#ev:youtube|OVcMad2plsA|400}}

Ficha Técnica

Ingresso do jogo

Flamengo 3x2 Atlético Mineiro
Data: 1 de Junho de 1980
Local: Maracanã
Juiz: José de Asssis Aragão (SP)
Público: 154.355 pessoas
Renda: Cr$ 19.726.210
Gols: Nunes 7, Reinaldo 8 e Zico 44 do 1º tempo; Reinaldo 21 e Nunes 37 do 2º tempo
Cartões: Vermelho - Reinaldo, Chicão e Palhinha.
Flamengo: Raul, Toninho, Manguito, Marinho e Júnior; Andrade, Carpegiani (Adílio) e Zico; Tita, Nunes e Júlio César. Técnico: Cláudio Coutinho.
Atlético Mineiro: João Leite, Orlando (Silvestre), Osmar, Luisinho (Geraldo) e Jorge Valença; Chicão, Toninho Cerezo e Palhinha; Pedrinho, Reinaldo e Éder. Técnico: Procópio Cardoso.

Links Externos

Ver também

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas