Libras

Notícias

Flamengo vence Bauru e engata o oitavo triunfo seguido no NBB

Olivinha e Marquinhos foram os grandes destaques do clássico

Por - em

O Flamengo conquistou mais um grande resultado no Novo Basquete Brasil. Enfrentando o Bauru, o Mais Querido bateu a equipe paulista pelo placar de 80 a 72 e engatou a oitava vitória seguida na competição. Marquinhos (20 pontos) e Olivinha (25 pontos) foram os destaques rubro-negros na partida. 

O jogo começou equilibrado no Tijuca Tênis Clube. Com um ritmo acelerado de Olivinha e Larry Taylor, as equipes trocaram pontos durante os dez minutos iniciais e mostraram o motivo de Flamengo e Bauru ser um dos principais clássicos do país. Ao final da primeira etapa, vitória parcial do Mais Querido por 19x18. 

Durante o segundo quarto, uma expressiva marca foi batida. Com uma belíssima cesta de três pontos, o armador Davi Rossetto chegou aos 2000 pontos na história do NBB. O Flamengo manteve seu ritmo durante todo o passar do cronômetro, e ao final do tempo, com um ataque ainda mais produtivo, parcial 41x36. 

Voltando do intervalo, o Bauru acertou a marcação e melhorou o desempenho ofensivo, reequilibrando o duelo. Com o apoio da Nação, o Flamengo respondia os avanços do time comandado por Demétrius Ferraciú.

O quarto período teve um nome: Marquinhos. O camisa 11 estava com tudo nos últimos minutos e marcou 10 pontos que sacramentaram o triunfo do FlaBasquete. Ao zerar do relógio, 80x72 para o Mais Querido. Oitavo resultado positivo seguido do time comandado por Gustavo De Conti e moral elevada para enfrentar o Vasco da Gama no sábado (16). 

Principais pontuadores

Olivinha (25 pontos, oito rebotes e duas assistências)

Marquinhos (21 pontos, sete rebotes e três assistências)

Davi (nove pontos e três assistências)

Balbi (nove pontos e três assistências)

As equipes de basquete do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – AmBev, Rede D’or, Furnas – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.