Libras

Notícias

Gustavo De Conti analisa decisão contra o AEK

Treinador rubro-negro comenta atitude rival de pedir tempo para comemorar no final

Por - em


Após a derrota para o AEK na decisão da Copa Intercontinental da Fiba, o técnico Gustavo de Conti analisou a partida na entrevista coletiva com a imprensa. Para o treinador, o revés trouxe lições para o time, que encarou uma equipe diferente do que o Flamengo está acostumado. O treinador reconheceu os méritos da equipe grega, mas elogiou também o seu time, que brigou até o final, mas acabou superado por 86 a 70. 

Confira abaixo os principais tópicos da coletiva. 

Esquema dos gregos

A gente encontrou bastante dificuldade ofensivamente hoje, a equipe deles teve uma defesa bem consistente e a gente não soube aproveitar as vantagens que tivemos, mais por mérito deles até. Defensivamente achei que fomos bem na maior parte do tempo.

Lições da partida

Aprendizado sempre em todas as partidas, ganhando ou perdendo. Acredito que aprendemos muito mais quando perdemos e tiramos varias lições. Uma delas melhorar nossa capacidade e velocidade ofensivas. Quando encontramos uma defesa consistente no garrafão como encontramos hoje, diferente do que encontramos no Brasil. Do outro lado havia uma equipe com cinco ou seis estrangeiros de altíssimo nível e sabíamos que encontraríamos uma equipe de muita qualidade, com atletas de seleção. 

Tempo técnico adversário no final do jogo

Não teria nem caráter nem coragem pra fazer isso. Foi uma tremenda falta de respeito com o Flamengo. Me sinto envergonhado por ele. (Faltando quatro segundos, o técnico do AEK, Luca Banchi, parou o jogo e chamou o presidente do time para comemorar no banco, o que gerou protestos da equipe do Flamengo)

Análise do jogo

Encontramos pouco espaço e por isso tivemos tantos erros de passe. Temos que melhorar taticamente e deixar nosso ataque mais veloz. E isso vai ajudar no desempenho individual dos jogadores.