Libras

Notícias

Marcelo Vido fala sobre destaque internacional do FlaBasquete

Diretor Executivo de Esportes Olímpicos do Flamengo acompanha delegação rubro-negra no GLIC

Por - em
O Flamengo embarcou para o Uruguai com a missão de se preparar para a temporada 2019/20 de competições do basquete, que inclui disputas do Estadual, NBB e Champions League. Apesar no NBA G League International Challenge não ser do calendário oficial de disputas do CRF, o convite da maior liga do mundo faz com que o rubro-negro tenha uma pré-temporada “de luxo”, com embates contra fortes times europeus e jogadores de muita qualidade dos Estados Unidos. Sobre esse convite e o reconhecimento internacional, o Diretor Executivo de Esportes Olímpicos do clube, Marcelo Vido, destaca a nossa soberania nacional.

“Inicialmente é um trabalho reconhecido pela NBA desses últimos onze anos, mais sobre a história recente com relação a Liga Nacional de Basquete, com o NBB. Nesses onze anos nós tivemos uma performance muito boa, conquistando seis títulos, e em dez edições nós ficamos entre os quatro primeiros e chegamos em sete finais, ganhando seis. É um trabalho construído nesses anos todos, que está consolidado, mas também nos deixa com o desafio de continuar buscando novos desafios. Então, acho que esse convite da NBA mostra que estamos no caminho certo”, declara Vido. 

Apesar do GLIC ser válido como preparação para o que vem pela frente em 2019, Vido destaca a oportunidade de realizarmos confrontos de altíssimo nível e, claro, pensa na vitória dos amistosos.

“É sensacional participar de um torneio desse nível, com equipes fortíssimas da Europa que dificilmente teríamos oportunidade de jogar contra, como é o Bayern de Munique. Estamos aqui por alguns motivos: primeiro porque é um torneio que serve como preparação para o nosso calendário de competições. Mas nós estamos aqui não somente para preparar o time, viemos com objetivo de fazer uma boa campanha e disputar a melhor condição possível, se for o título, melhor ainda”, enfatiza o Diretor.

Tudo isso faz parte do projeto de internacionalização da marca Flamengo, amplamente adotado por sua pasta nesses anos como gestor dos esportes olímpicos do CRF.

“Na parte institucional, é sempre importante o Flamengo estar disputando os melhores torneios do continente e continuar sendo parceiro e prestigiado pela NBA”, completa 

EVOLUÇÃO DO BASQUETE RUBRO-NEGRO

Apesar do basquete rubro-negro ser soberano nacionalmente e ter, nos últimos anos, conquistado importantes títulos internacionais, como a Liga das Américas e a Copa Intercontinental, o dirigente pretende elevar ainda mais o nível de prestígio do FlaBasquete. 

“Além das conquistas dentro do Brasil, nós temos muita vontade, preparo e ambição para ganhar torneios internacionais, seja o Sul-Americano ou Liga das Américas, agora será a Champions League. Queremos estar no cenário internacional disputando os principais torneios do continente. Esse é o nosso foco com mais desafios, mais responsabilidades, mais envolvimento e acompanhamento, não só de uma equipe de atletas e comissão técnica, mas também equipes de comunicação, marketing, jurídico, área multidisciplinar...Todo esse conjunto contribui em muito para obtermos os bons resultados. E esse comprometimento de todas as áreas do clube faz com que a modalidade tenha sucesso e cada vez mais possa almejar melhores posições”, finaliza Marcelo Vido.

Na manhã deste sábado (21), o Flamengo participa da coletiva de imprensa do lançamento oficial da Champions League, no Hotel Hilton Garden Inn Montevideo, o maior desafio da temporada 2019/20 do rubro-negro. 

As equipes de basquete do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – BRB, TIM, AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR) e Lei de Incentivo Estadual/Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje) do Rio de Janeiro, além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé. O Projeto Anjo da Guarda Rubro-Negro, de transferência fiscal de pessoa física, beneficia todas as modalidades olímpicas do Mais Querido.