Libras

Notícias

No Pedrocão, Flamengo enfrenta jogos 2 e 3 contra Franca

Mais Querido terá dois desafios fora de casa na briga pelo título do NBB

Por - em
Fora de casa, o Flamengo volta às quadras nesta quinta-feira (23), às 20h, para enfrentar Franca. No ginásio Pedrocão, palco do título do Super 8, o Mais Querido tentará fechar a série final, buscando o resultado positivo também no sábado (25), às 14h30. Vale lembrar que o Rubro-Negro venceu o primeiro embate.


Flamengo x Franca
As equipes já se enfrentaram 30 vezes na história do NBB. O confronto tem equilíbrio, mas o Fla sai na frente no número de vitórias: 19 rubro-negras contra 11 de Franca.

O último confronto foi pelo Jogo 1 da final do NBB 11. No último domingo (19), o Fla venceu por 82 a 68 diante de mais de sete mil torcedores.

Os times duelaram na final de outra competição na atual temporada: a Copa Super 8. Em um Pedrocão lotado, o Flamengo superou todos os desafios, se sobressaiu no confronto e levou o título com a vitória por 79 a 75.

O adversário
O Franca teve ótimos números no NBB até aqui. Na fase de classificação, foram 23 vitórias e três derrotas em 26 partidas. Já nos playoffs, resultados positivos contra Bauru e Mogi, fechando as duas séries em 3 a 0.

Elenco rubro-negro
Estes são os jogadores relacionados pelo técnico Gustavo De Conti para o jogo. 

Armadores: Franco Balbi e Davi Rossetto

Alas-armadores: Deryk Ramos e Kevin Crescenzi

Alas: Jhonatan Luz, Marquinhos e Matheus Weber

Alas-pivôs: Olivinha e David Nesbitt

Pivôs: Rafael Mineiro, Anderson Varejão e Ruan

Transmissão
A partida terá transmissão da Fox Sports, ESPN e Facebook do NBB.

Cobertura nas redes sociais
Você também pode acompanhar o tempo real da partida nas redes sociais oficiais do Time Flamengo, usando a hashtag #TimeDeTradição. Siga no Twitter e no Instagram, curta nossa página no Facebook

As equipes de basquete do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – AmBev, Rede D’or, Furnas – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.