Libras

Notícias

O MVP e o cestinha rubro-negro

Marcelinho é eleito melhor jogador da Liga das Américas; Marquinhos é o maior pontuador do time, contando todos os confrontos da competição, com 172 pontos

Por - em
Após ficar de fora de toda a última temporada, devido a uma grave lesão no joelho, sofrida logo na primeira rodada do NBB 2012/2013, Marcelinho voltou às quadras exibindo a velha forma de sempre. O ala-armador foi a grande estrela da conquista inédita do Fla: foi cestinha da final, com 24 pontos, e MVP da Liga das Américas.

"É muita emoção, fica até difícil falar qualquer coisa em um momento como esse. Passar pelo que eu passei, na idade em que estou, não é fácil. Estou muito feliz e não tenho palavras para descrever o que estou sentindo nesse momento", disse o capitão rubro-negro, emocionado após a vitória sobre o Pinheiros.

Após uma partida equilibradíssima, com as duas equipes se revezando na dianteira do placar, o Fla cresceu no jogo e garantiu a vitória e o troféu de campeão. 

"Acho que foi o momento chave do jogo (infiltração de Marquinhos, com enterrada, no 72-70, logo após bola de três de Marcelinho Machado), fizemos uma boa partida. Final é normal, ser um jogo mais nervoso. Mas estou muito feliz por ajudar meus companheiros a ganhar um título desse, ao lado de um técnico como esse (José Neto, ao seu lado)", disse Marcelinho.

Quem também voltou de lesão para entrar para a história do Rubro-Negro foi Marquinhos. O ala foi o maior pontuador do Fla na Liga das Américas, contando todos os jogos da competição, com 172 pontos. O jogador lembrou que, diante de um adversário duro como o Pinheiros, foi fundamental para a equipe ganhar o reforço do Sexto Jogador.

"Eles (Pinheiros) marcaram muito bem. Não estavam me deixando pontuar, o Marcelo. Mas na hora que tivemos a oportunidade, soubemos aproveitar e trazer a torcida para dentro do jogo. É muito difícil a gente ser batido quando a torcida joga junto com a gente", disse Marquinhos.