Libras

Notícias

CUIDAR promove ação antidopagem e celebra o Dia do Jogo Limpo

Centro Unificado de Identificação e Desenvolvimento do Atleta de Rendimento promove Escola de Atletas sobre Antidopagem no remo rubro-negro

Por - em


Neste dia 10 de abril, a WADA (World Anti-Doping Agency) celebra o Play True Day, ou Dia do Jogo Limpo, junto a atletas, organizações nacionais e internacionais antidoping, federações e outras entidades esportivas ao redor do mundo. O Dia do Jogo Limpo é dedicado à comunicação com comunidades esportivas sobre a importância da luta contra o doping no esporte, seus prejuízos à saúde do atleta e ao espírito esportivo.   

Organizações antidoping, federações esportivas internacionais e instituições de ensino estão promovendo eventos dedicados ao tema ou incluindo o assunto, tão relevante no cenário esportivo, em eventos já existentes em suas organizações. O Flamengo não ficou de fora da ação e promoveu, através do CUIDAR, a Escola de Atletas sobre Antidopagem, inicialmente com a modalidade Remo. O Centro pretende ainda estender o assunto para as demais modalidades em futuras reuniões.

"A palestra aborda todos os assuntos relacionados ao controle de dopagem de interesse dos atletas. Começamos com a definição, depois as violações, que são 10, sendo a primeira a presença de substâncias ou métodos proibidos na amostra (urina ou sangue) do atleta. Depois falamos sobre a listagem, punição e sobre a AUT, que é autorização de uso terapêutico dado pela comissão de AUT da ABCD em casos de atleta que tenha uma condição médica que necessita tomar uma medicação que esteja na lista. Depois falamos dos direitos e deveres do atleta e por fim mostramos como é um controle", explicou o Dr. Bruno Borges da Fonseca, oficial de controle de dopagem e coordenador para CBF e Conmebol no Rio de Janeiro.

O departamento de esportes olímpicos do Flamengo está sempre um passo à frente no sentido da informação antidopagem, já que a gerente de esportes terrestres, Luisa Parente, é Membro Auditora do Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem, um tribunal único que trata exclusivamente dos casos de dopagem no Brasil vinculado à Secretaria Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania. 

“Esse Tribunal é composto por Câmaras e cada uma delas tem três membros auditores. Atualmente eu presido a Segunda Câmara, que realiza audiências de instrução e julgamentos dos casos que chegam ao Tribunal. São esses os casos que chegam à ABCD, que é a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem”, explica Luisa. 



“O conhecimento está sempre atualizado em termos de antidopagem no clube. Eu trago isso na medida em que a gente realiza reuniões com outros gerentes, para que todos estejam a par dos acontecimentos e das novas regras. Os clubes formadores têm sua responsabilidade na educação antidopagem, então a gente está trabalhando fortemente nisso junto ao CUIDAR, às áreas multidisciplinares, porque todos, além do atleta, também estão sujeitos às regras do código e podem participar de um eventual julgamento, dependendo da orientação que deu ou da participação que tenha num resultado analítico adverso de um atleta, que seria o doping”, ressalta a gerente. 

A inspiração para o Play True Day da WADA veio da Conferência Sul-Americana de Educação da instituição, em 2013, que contou com a participação de 17 países sul-americanos, formando uma espécie de força-tarefa para a divulgação do calendário. Porém, com o passar dos anos, diversos outros países, principalmente da Europa, passaram a adotar o Play True Day, especialmente em 2016, quando efetivamente comemoraram oficialmente o Dia do Jogo Limpo.