Libras

Notícias

CUIDAR realiza treinamento de protocolo de concussão cerebral

Profissionais da área de saúde rubro-negros participaram de capacitação neste fim de semana

Por - em

O Clube de Regatas do Flamengo implementou, na última sexta-feira (17), o protocolo utilizado internacionalmente de concussão cerebral. Em parceria com a Ubrain, o CUIDAR realizou um treinamento e capacitação para os profissionais da área de saúde do clube. 

O Mais Querido é pioneiro na implementação do programa, que monitora o cérebro e forma um banco de dados dos atletas rubro-negros, desde a base ao profissional, utilizando as informações coletadas como ferramenta clínica para tratamento e auxílio de retorno ao esporte pós concussão cerebral. O protocolo será fundamental também na exploração do potencial do atleta para orientação de treinamento, com o objetivo de melhorar a performance e prevenir lesões.

Responsável pela implementação do programa no Rubro-Negro, o Dr. Cláudio Cardone deu início ao trabalho, que contou com a presença do Vice-Presidente de Esportes Olímpicos, Delana Franco; do Diretor da Pasta, Marcelo Vido; e da Gerente de Ciências do Esporte, Izabel Miranda, no auditório Rogério Steinberg. 

“O Flamengo já tem em seu cântico de torcida ‘raça, amor e paixão’ e vemos que o clube já está há um tempo se preocupando com a ciência também, que está intimamente ligada ao resultado final do esporte. Nós sabemos disso, é algo muito importante e o Flamengo está abrindo as portas e investindo cada vez mais”, disse o médico. 

A concussão cerebral é uma lesão extremamente comum na prática de esportes de contato. Os dados epidemiológicos de lesões nos Jogos Olímpicos de 2004 mostraram que o local de maior prevalência de lesões foi a cabeça (21%), seguida pelo tornozelo e joelho (13% cada). Ao longo de dois dias, os fisioterapeutas, psicólogos, preparadores físicos e outros profissionais do Mais Querido participaram do treinamento ministrado pelo Dr. Cardone, do Flamengo, e pelos doutores Moacir Silva Neto e Ricardo Eid, da Ubrain.