Libras

Notícias

Nova coordenadora científica e psicólogo integram o CUIDAR

Equipe multidisciplinar agora conta com 35 profissionais

Por - em
A coordenadora científica Carolina Franco e o psicólogo Paulo Gasparini são as novas contratações do Centro Unificado de Identificação e Desenvolvimento de Atleta de Rendimento do Flamengo, o CUIDAR. Agora, a equipe conta com 35 profissionais que trabalham para aprimorar a interdisciplinaridade no esporte, unindo o treinamento de atletas com trabalhos de diversas áreas atuando em conjunto e complementando a formação de cada um, baseando-se em seis pilares: preparação física, técnica, tática, desenvolvimento intelectual, educacional e emocional.

Gerente de Ciências do Esporte do Mais Querido e idealizadora do CUIDAR, Izabel Miranda comentou a importância das novas contratações.

“Como a gente trabalha de forma multidisciplinar, a psicologia é também um braço do desempenho. Nesse sentido, foi o último profissional a ser escolhido porque eu fui formando as equipes para que estivessem bem ajustadas, que todos os processos internos estivessem bem ajustados, para que a psicologia entrasse nesse exato momento”, explicou Izabel. “E aí veio a Carolina, a outra coordenadora científica que, além de trabalhar com a estatística, tem uma fundamental importância na integração das informações por meio da bioestatística e de processos internos”.

Formada em Educação Física e Mestre em Ciências do Esporte pela Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte, Carolina Franco passou cinco anos no Minas Tênis Clube atuando como analista técnico-científico. Em 2015, ela iniciou o doutorado, novamente na UFMG e em parceria com a University of Technology Sidney, na Austrália. De volta ao Brasil, aceitou o convite do Mais Querido para integrar a equipe multidisciplinar em prol dos esportes olímpicos do clube.

“A Carolina vem com um viés na fisiologia do exercício muito forte, terminando o doutorado dela agora. Passou um ano na Austrália e vem justamente com esse projeto de integração das informações para que o feedback técnico seja imediato. Esse é o pulo do gato. Não adianta eu ir lá te avaliar e o dado chegar muito depois. Tem que chegar imediatamente, tanto para o técnico quanto para o atleta”, afirmou Izabel Miranda. 

Psicólogo do Comitê Olímpico Brasileiro desde 2014, Paulo Gasparini trabalhou com a equipe de saltos ornamentais nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016. Passou também pela Confederação Brasileira de Voleibol, onde fez o acompanhamento dos jogadores da base do vôlei de praia, e pelo próprio Clube de Regatas do Flamengo, prestando consultoria à atletas profissionais desde 2004. Em 2018, ele integra oficialmente a equipe do Mais Querido.

“O Paulo vem para fazer parte da área de desempenho junto com a nutricionista, os preparadores físicos e os dois coordenadores à frente. A gente tem uma área bem delineada de desempenho e uma bem delineada pela saúde com a fisioterapia e a medicina”, disse Izabel.

Inaugurado em outubro de 2016, o CUIDAR foi um marco nos esportes olímpicos do Flamengo pela oficialização de um programa voltado para o suporte na decisão dos treinadores. Agora, o próximo passo é a contratação de um coordenador de medicina, que completará a equipe para o ano de 2018.