Libras

Notícias

Treze anos da conquista da Copa dos Campeões

Zagallo fala da emoção de conquistar o troféu em sua terra natal, Maceió

Por - em
Há exatamente 13 anos, o Flamengo era campeão da Copa dos Campeões Regionais, mesmo após perder o jogo de volta por 3 a 2 para o São Paulo, já que na primeira partida decisiva, em João Pessoa (PB), o Rubro-Negro venceu por 5 a 3, em um jogo memorável para a Nação e para Mário Jorge Lobo Zagallo, treinador do Flamengo na ocasião. O ícone rubro-negro comandou a equipe em sua cidade natal, Maceió (AL), no Estádio Rei Pelé, para um público de 26.708 pagantes.

"Graças a Deus eu pude mostrar aos meus conterrâneos, mais uma vez, a força do Flamengo. Para mim foi muito gostoso, porque como treinador e sendo alagoano, estava conquistando meu último título como treinador pelo Flamengo. Contudo, vencer com o Flamengo sempre foi uma normalidade para mim, que ganhei como jogador e treinador, mas essa Copa dos Campeões foi também uma questão de comprovar o título conquistado no jogo do Flamengo x Vasco no tricampeonato estadual do mesmo ano, com o gol do Pet", lembrou o Velho Lobo, .

A Copa dos Campeões foi um torneio disputado entre os anos de 2000 e 2002, que classificava o campeão para a Copa Libertadores do ano seguinte. Desse torneio, participavam os campeões dos Campeonatos Carioca (Flamengo) e Paulista (Corinthians), do Torneio Rio-SP (São Paulo), da Copa Sul-Minas (Cruzeiro), Copa do Nordeste (Bahia), Copa Centro-Oeste (Goiás) e Copa Norte (São Raimundo-AM), além dos vices da Copa Sul-Minas (Coritiba) e da Copa do Nordeste (Sport).

Como lembrou Zagallo, o camisa 10 da Gávea era Petkovic, que vivia uma das melhores fases de sua carreira. O sérvio habilidoso destacou-se especialmente pelas excelentes cobranças de faltas e, na partida de volta da final da Copa dos Campeões, o gringo repetiu contra o São Paulo o lindo chute que acertara contra Vasco, aos 43 minutos do segundo tempo do jogo que deu ao Fla o tricampeonato estadual, também em 2001. A bola entrou no ângulo esquerdo de Rogério Ceni e acabou sendo determinante para o título, anotando no marcador 2 a 1 para o Flamengo. Embora os são-paulinos tenham virado para 3 a 2, o placar agregado de 7 a 6 para o Rubro-Negro deu o título e uma vaga na Copa Libertadores ao Mais Querido, depois de nove anos fora do torneio continental.

O time que Zagallo comandou naquela conquista era formado por Julio Cesar, Alessandro, Juan, Gamarra e Cássio; Leandro Ávila (Jorginho), Rocha, Beto, capitão da equipe, e Petkovic; Edílson e Reinaldo, artilheiro da campanha com cinco gols, (Fábio Augusto). Os gols rubro-negros foram marcados por Juan (02' do 2º tempo) e Petkovic (12' do 2º tempo). Para o São Paulo, marcaram Kaká (39' do 1º tempo) e França (18' e 42' do 2º tempo). A Copa dos Campeões foi o quinto título de expressão do Flamengo em pouco mais de dois anos: a ele, somaram-se os estaduais de 1999, 2000 e 2001 e a Copa Mercosul de 1999.

 

Confira a campanha completa do Flamengo:

QUARTAS-DE-FINAIS

23.06 - Fla 4 x 2 Bahia - em João Pessoa

27.06 - Fla 2 x 0 Bahia - em Maceió

SEMIFINAIS

30.06 - Fla 0 x 0 Cruzeiro - em Maceió

04.07 - Fla 3 x 0 Cruzeiro - em João Pessoa

FINAIS

08.07 - Fla 5 x 3 São Paulo - em João Pessoa

11.07 - Fla 2 x 3 São Paulo - em Maceió