Libras

Notícias

Sub-15 goleia de novo e continua dando show na Taça Guanabara

Implacáveis, Garotos do Ninho vencem Barra da Tijuca por 8x0 e chegam a 21 gols marcados em três jogos. Sub-17 empata e soma ponto extra nos pênaltis.

Por - em
Uma fábrica de gols. Assim pode ser considerada a equipe Sub-15 do Flamengo, comandada pelo treinador Leonardo Cherede, nas três primeiras rodadas da Taça Guanabara da categoria. Após golearem o Bangu na estreia por 8x0 e a Portuguesa, na segunda rodada, por 5x0, a vítima de hoje foi o Barra da Tijuca, em partida disputada no CT do Nova Iguaçu. Nova vitória por 8x0 (Matheus França [2], João Vitor [2], Darlan [2], Mandovani e Petterson), e a incrível marca de 21 gols marcados e nenhum sofrido após apenas três jogos na competição. Na próxima rodada, o Flamengo vai a Volta Redonda enfrentar o time da casa, em data ainda a ser confirmada pela FERJ.



Aos cinco minutos, Wesley cruzou para Cauan Emanuel, que cabeceou por cima do gol. Aos 15, Matheus França puxou o contra-ataque, escapou da falta da marcação e rolou para João Vitor, que bateu forte, porém muito alto. A superioridade rubro-negra resultou em gol aos 19 minutos. E a jogada começou com o goleiro Francisco Dyogo, que fazia sua estreia na temporada. Ele deu lançamento primoroso para João Vitor, que fez grande jogada individual e rolou na medida para Matheus França tocar para o fundo das redes e abrir o placar para os Garotos do Ninho. 

O Flamengo continuou atacando em busca do segundo gol. Aos 23, Cauan Emanuel soltou uma bomba e o goleiro Carlão fez grande defesa. Muito superior em campo, o Mais Querido ampliou aos 30 minutos. Após saída de jogo errada da defesa do Barra da Tijuca, Darlan fez a interceptação e carregou livre de marcação até a grande área para fazer o segundo gol rubro-negro na manhã de quinta-feira. Ainda deu tempo para o terceiro sair antes do intervalo, em grande jogada individual de Matheus França. O camisa dez driblou quatro adversários antes de fazer um verdadeiro golaço.

O segundo tempo começou e a goleada chegou logo aos dois minutos, em mais um gol de Darlan, aparecendo como homem surpresa dentro da área. O quinto veio aos sete, em toque de muita consciência e categoria de Petterson, que havia entrado no intervalo. Aos 11, um momento especial. A arbitragem assinalou penalidade máxima a favor do Barra da Tijuca. Julinho cobrou no cantinho, e o goleiro Francisco Dyogo foi nela e fez a defesa sem dar rebote.



Aos 13, Mandovani fez o sexto gol dos Garotos do Ninho de cabeça. O sétimo foi de João Vitor, de pênalti, aos 24 minutos. Aos 33, Cohen fez boa jogada pela ponta direita e cruzou na cabeça de João Vitor, que fez o oitavo de cabeça, fechando o placar e instituindo a terceira goleada rubro-negra em três rodadas na competição. 

Flamengo: Francisco Dyogo, Wesley (Cohen), Londrina, Mandovani, Gabriel Bastos (João Marcelo); Darlan(Fabrício Yan), João Filipe (Rodrigo), Matheus França. Cauan Emanuel (Henrique), Marquinhos (Petterson) e João Vitor. Treinador: Leonardo Cherede. 

Sub-17 fica no empate, mas garante o ponto extra nas penalidades

No jogo de fundo em Nova Iguaçu, a equipe Sub-17, que também havia vencido nas duas primeiras rodadas, entrou em campo mas não conseguiu ter o mesmo desempenho. Apesar do domínio da posse de bola e do controle das ações ao longo de todo o jogo, os Garotos do Ninho não conseguiram furar a retranca adversária e empataram por 0x0 no tempo normal. Nas cobranças de penalidades, previstas no regulamento em caso de empate no tempo normal, vitória rubro-negra por 4x2, com Gabriel Noga, Caio, Pedro Arthur e Peçanha marcando, e o goleiro Bruno defendendo uma cobrança, além de um chute para fora do Barra da Tijuca. Com isso, o Mais Querido somou dois pontos, e chegou aos oito no somatório da competição. 

Flamengo: Bruno, Marcos Felipe, Otavio, Gabriel Noga, Caio; Dhouglas, Daniel Cabral, Lázaro; Samuel, Maycon e Carlos Daniel. Treinador: Ramon Lima.