Libras

Notícias

Sub-20 pressiona muito o Cruzeiro, mas perde a invencibilidade no Campeonato Brasileiro

Garotos do Ninho jogam melhor, mas perdem por 1x0 em Volta Redonda e ficam com a segunda colocação no Brasileirão.

Por - em
Em partida disputada na tarde desta quarta-feira (28) no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, a equipe Sub-20 do Flamengo, comandada pelo treinador Mauricio Souza, foi superior em campo e pressionou muito o Cruzeiro desde o primeiro minuto, mas saiu derrotada por 1x0 e perdeu a invencibilidade no Campeonato Brasileiro. Os Garotos do Ninho se preparam agora para a partida única das quartas de final da Taça Rio, e receberão o Nova Iguaçu, sábado às 10 horas, na Gávea. Pelo Brasileirão, o Mais Querido volta a campo na próxima quarta-feira (04/09), quando viaja para enfrentar a Chapecoense na Arena Condá, às 15 horas.

Os primeiros minutos do jogo foram cadenciados, de muito estudo e poucas chances de gol. A primeira chance do Rubro-Negro aconteceu aos 20 minutos, em bom chute da entrada da área de Wendel. A bola passou próxima ao ângulo esquerdo do goleiro mineiro Vinícius. O Cruzeiro jogava fechado, e era difícil entrar na defesa com a bola dominada. Dessa forma, os chutes de média distância eram boa opção para os Garotos do Ninho. Aos 22 minutos, foi Yuri quem arriscou de fora da área, dessa vez à direita da baliza celeste.

O Flamengo tinha o controle da posse de bola, mas em lance isolado aos 24 minutos foi o Cruzeiro quem abriu o placar, em cabeçada de Guilherme Liberato. Foi o primeiro ataque da equipe mineira no jogo. O Mais Querido passava a pressionar em busca do empate, que quase veio aos 32 mi nutos, em chute cruzado de Wendel que tirou tinta da trave direita de Vinícius, que só ficou olhando. O empate amadurecia. Aos 36 minutos, após disputa na área, Natan chutou e a bola explodiu na trave. A zaga afastou para escanteio. Na cobrança, novamente Natan tentou de cabeça, e a bola passou próxima à trave direita do Cruzeiro. 

Os Garotos do Ninho continuaram pressionando em busca do empate desde o início da segunda etapa. Logo aos dois minutos, Rodrigo Muniz finalizou pela primeira vez na partida, e levou perigo ao gol de Vinícius. Aos nove minutos, Luis Gustavo cruzou na área e a zaga tirou a bola da cabeça de Rodrigo Muniz, que estava pronto para empatar o jogo. Após a cobrança de escanteio, Matheus França chutou por cima do gol. 

Com Luis Gustavo no lugar de Matheus Alves e Denilson na vaga de Gomes, o Flamengo era só ataque para cima de um Cruzeiro que apenas se defendia e jogava acuado. Aos 25 minutos, Wendel bateu da entrada da área, e caprichosamente a bola passou raspando o travessão da equipe mineira. Aos 33 minutos Denilson tocou nas costas da marcação para a ultrapassagem em velocidade de Matheus França. O cruzamento foi rasteiro e encontraria Rodrigo Muniz bem posicionado na área, mas Vinícius estava atento e saiu no tempo certo para fazer a defesa. 

O Flamengo não desistia. Aos 41 minutos, Rodrigo Muniz testou da marca do pênalti, e a bola passou à esquerda da baliza. Aos 44, Luiz Henrique lançou para Rodrigo Muniz, que dominou e bateu rápido surpreendendo a marcação, mas acima do gol de Vinícius. Aos 47, Rodrigo Muniz raspou de cabeça, Yuri dividiu com o goleiro e tentou tocar por cima, mas a bola foi muito alta. No minuto seguinte, Lázaro tentou colocar no canto, mas a bola mais uma vez saiu por cima, na última chance de gol rubro-negra na partida.

Flamengo: Hugo Souza, Matheus França, Natan, Lucas Freitas, Ramon (Lázaro); Matheus Alves (Luis Gustavo), Luiz Henrique, Gomes (Denilson); Wendel, Yuri e Rodrigo Muniz. Treinador: Mauricio Souza.