Libras

Notícias

BuzzFla: Lembranças do Clássico dos Milhões

Flamengo x Vasco sempre foi o jogo com mais história. Relembramos alguns clássicos em nossa lista dessa semana

Por - em

Resultado de imagem para flamengo vasco zico

"Fla-Vas vou ver", canta o samba da Estácio de Sá de 1995. E neste sábado, vamos todos ver o Clássico dos Milhões novamente, o encontro com um dos nossos maiores rivais. E dessa vez vale a liderança do Brasileiro. Com 10 pontos, o Mengão quer voltar a vencer e se distanciar dos rivais, inclusive do próprio Vasco, que tem sete. Além de ganhar mais moral para o jogão de quarta-feira, contra o River Plate, em Buenos Aires. E Clássicos dos Milhões no Brasileirão é sempre um capítulo à parte. Separamos abaixo algumas curiosidades que vocês vão curtir a respeito desse jogo especial. 

1) Equilíbrio é a marca do duelo

São 58 jogos ao todo entre os times no Brasileirão. O histórico é apertado, mas a vantagem é rubro-negra. São 18 vitórias nossas, contra 17 deles e 19 empates. O números de gols é rigorosamente o mesmo: 60. Já no geral, nossa folga é maior: 145 x 130 vitórias e 106 empates. Em jogos no Maracanã, também temos vantagem. Vencemos 97 vezes, contra 81 deles e 72 empates, em 250 vezes no estádio. Hoje é dia de mais um capítulo. Na lista abaixo, relembramos alguns confrontos históricos pelo Brasileirão.  

2) Na hora de decidir

Em 1983, Flamengo e Vasco se pegaram nas quartas de final. No ano do tri, os dois times eram verdadeiros esquadrões, eles vinham de quatro jogos sem perder para nós, mas o Mengão tinha um time mais qualificado. A zaga inteira era a campeã do mundo de 1981. Zico e Adílio tocavam o terror no meio, enquanto Baltazar e Júlio César infernizavam na frente. E no primeiro jogo do duelo, Adílio e Júlio César fizeram os gols da vitória por 2 a 1. 

O primeiro foi de Adílio, após passe espetacular de Junior. 

O Vasco empatou, mas, no segundo tempo, Marinho bancou o ponta, foi na linha de fundo e achou Júlio César na área. Foi o gol da vitória. 

No segundo jogo, empate em 1 a 1, com Zico marcando para o Flamengo, e classificação para a semifinal garantida em 04/05/1983. 

3) No ano do Penta teve Vasco eliminado também

Em 1992, os times novamente se encontraram numa fase decisiva. Depois de uma primeira parte onde eles lideram e terminaram na frente com 26 pontos contra 22 nossos, caímos no grupo 1 com São Paulo e Santos. Os times se enfrentavam em turno e returno dentro do grupo e o vencedor faria a final com o campeão do grupo 2. O Flamengo pegou o Vasco duas vezes. Na primeira, empate em 1 a 1. Na segunda, em 01/07/1992, a partida que praticamente decidiu o grupo. Jogando no Maracanã para mais de 100 mil pessoas, Junior abriu o placar com um gol olímpico aos 40 do primeiro tempo. 


E na etapa final, Nélio, aos 41, decretou a vitória após lindo passe de Junior, colocando o Mengão na liderança do grupo com cinco pontos, muito próximo da vaga na decisão. 

4) O último gol Dele

O último gol de Zico contra o Vasco foi no dia 20 de setembro de 1987, pelo Campeonato Brasileiro, dois anos antes de sua aposentadoria. O jogo foi ainda na fase de grupos e o Mengão venceu por 2 a 1. Bebeto fez o primeiro, o Vasco empatou e Zico, no segundo tempo, de pênalti decidiu o jogo. Confira abaixo o último gol do Galinho no Clássico dos Milhões. 

5) Recordar é Viver. Bujica acabou com você.

Num jogo onde de um lado havia Zico, Junior, Leonardo e Zinho e no outro tinha Tita, Mazinho, Bismarck e Bebeto, quem você esperaria que brilhasse? Pera aí, Bebeto? Sim, o jogador havia acabado de trocar a Gávea por São Januário e era a principal estrela vascaína naquele dia. Mas com o Manto Rubro-Negro havia um garoto chamado Marcelo Ribeiro, que você deve conhecer por Bujica. E 05 de novembro de 1989, o Bujica acabou com o jogo. Marcou dois, arrasou os rivais e teve seu nome gritado no Maracanã como sendo o "Caçador de Marajás". Bujica. Um jogo para se tornar ídolo. E o segundo gol feito com passe de ninguém menos que Zico. 

 

Zico, aliás, fez neste dia seu último clássico contra o Vasco. Tinha que ser com vitória. E que vitória. Mengão 2 a 0. 

6) Goleada com ingrediente sérvio e um jovem imperador

Pet gostava de fazer gols de falta no Vasco. Em 2000, o Mengão arrasou o Vasco pelo Campeonato Brasileiro e o sérvio mais carioca do mundo deixou sua marca em uma cobrança perfeita ainda no primeiro tempo. Um golaço digno de sua especialidade. 

No segundo tempo, o show aumentou logo aos oito. Rocha desceu pela direita e cruzou na medida para um jovem atacante, ainda tímido, mas com muito potencial, ampliar. Seu nome? Adriano, mas longe de ser o Imperador naquela época. 

E tinha mais Pet. Outro golaço de rara habilidade. Pet recebeu de Edílson, fez o que quis com Clébson e Henrique e tocou na saída de Hélton para explodir a Nação no Maraca mais uma vez. 

Edílson fechou a goleada com um gol de pênalti e deixou um 4 a 0 bonito na lembrança da torcida naquele 27/10. Zagallo era o treinador daquele time e já montava sua equipe que seria tricampeã estadual em cima do mesmo Vasco, menos de um ano depois. Com golaço de falta de Pet, claro. Mas isso é outra história. 

7) O camisa 7

Everton Ribeiro foi o nome daquele Flamengo x Vasco de 08/07/2017. O jogo foi na casa deles, em São Januário. E foi tenso. Bota tenso nisso. Desde a entrada até, principalmente, a saída, foi um Fla-Vas daqueles. Mas quem tinha Everton Ribeiro era o Mengão. Jogadaça de craque do Miteiro, que cruzou na medida para o xará Everton concluir, vitória por 1 a 0 na casa deles e uma noite que vai ficar por muito tempo na memória. Quer relembrar? A FlaTV te conta. 


Neste sábado, mais um Fla-Vas entrará no almanaque do clássico. Que essas vitórias e gols inspirem nosso time para aumentar a vantagem e também se manter na liderança do Brasileirão. 

Vamos, Flamengo!