Libras

Notícias

Valei-nos São Judas

Após a leitura do comovente texto canônico do missionário Gustavo Almeida sobre sua romaria ao Campo Santo de Quintino no domingo do Campeonato não há quem não se sinta um crente. E hoje, mais do que

Por - em

Após a leitura do comovente texto canônico do missionário Gustavo Almeida sobre sua romaria ao Campo Santo de Quintino no domingo do Campeonato não há quem não se sinta um crente. E hoje, mais do que nunca, ser Flamengo é um exercício de fé. Ainda que não professe a religião católica sou daquele tipo de torcedor que quando lê a notícia de que o time do Flamengo visitou a Paróquia de São Judas Tadeu para pedir a benção ao Padroeiro, se sente mais perto da Deus. Sobre o fato do Flamengo ser muito mais que um time já se escreveram bibliotecas inteiras mas, na humildade, gostaria de acrescentar que para as multidões de comunistas, agnósticos, materialistas dialéticos, ateus e punks da nossa torcida, o Flamengo faz também a ponte com o divino. Particularmente, cultivo a esperança de que o Flamengo há também de interceder pelos incréus nas altíssimas instâncias dos andares superiores.

De alguma estranha maneira que a minha fé tosca não me permite exprimir com precisão ou verdade, a imagem dos nossos craques engalanados com o Manto em atitude contrita no ambiente sagrado da igreja traz uma sensação de reconforto e segurança para o qual não encontro paralelo no plano material e por isso nem me atrevo a tentar descreve-la. Colocando meus pés de volta na terra destaco a importância da manutenção dessa tradição de respeito e adoração no Flamengo. Essa tradição ao que parece se iniciou nos anos 50 graças ao rubro-negrismo religioso de um padre cujo nome já me foi dito e que miseravelmente esqueci. Mas não é difícil saber quem foi nosso Padroeiro.

São Judas Tadeu, o Santo das causas desesperadas, foi um dos Doze Apóstolos escolhidos pelo Filho do Homem para acompanhá-lo em sua turnê pela Terra Santa. O pai, Alfeu, era irmão de São José; a mãe, Maria Cléofas, prima irmã de Maria Santíssima. Portanto, Judas Tadeu era primo irmão de Jesus. O irmão de Judas Tadeu, Tiago, chamado o Menor, também foi discípulo de Jesus. Pregou o Evangelho até rodar na Pérsia, onde foi martirizado depois de sofrer muitas torturas. Em suas imagens é representado com um cacete ou um machado na mão, pois relatos conflitantes dizem que morreu decapitado ou assassinado na base da paulada.

Seu corpo foi levado para Roma onde é venerado na Basílica de São Pedro. Em 1539 o Papa Paulo III concedeu indulgência plenária a quem visitar o seu túmulo no dia da sua festa, que a Igreja fixou no dia 28 de Outubro. Escritores eclesiásticos nos ensinam que São Judas era o santo de devoção de São Bernardo de Clairvaux e de Santa Brígida, que acreditavam fervorosamente no seu poder de intercessão nas circunstâncias em que, esgotados todos os meios humanos, as causas parecem totalmente perdidas ou desesperadas. Não sei se há um ranking dos santos mas há que se admitir que ser o santo dos Santos não é pra qualquer um.

Especialistas dizem que a maneira de se recorrer ao Padroeiro é através da oração persistente, humilde, com confiança, que atrai o milagre. E é assim que se deve ir a São Judas: com preces, missas, novenas, visitas as suas capelas ou igrejas onde esteja a sua imagem e, também, muito especialmente, com esmolas. Me ajudem os causídicos presentes mas creio que no caso específico dos rubro-negros, ir ao Maracanã nesta quarta-feira no horário do jogo pode ser considerado técnicamente uma visita ao templo de São Judas.

Agora que estamos há apenas algumas horas de uma grandíssima, colossal batalha, não vejo porquê não lançar mão de todos os recursos que estejam ao nosso alcance. Ainda que esteja muito confiante no nosso destino manifesto de dominar o mundo transcrevo abaixo uma das inúmeras orações dedicadas ao nosso Padroeiro.

S. Judas Tadeu, glorioso Apóstolo, fiel servidor e amigo de Jesus, muitos cristãos vos invocam como o patrono especial das causas desesperadas: rogai por mim. Rogai por mim para que eu receba a consolação e o auxílio do Céu nas minhas tribulações e angústias, em particular (4 x 0) e para que, por fim, bendiga o nosso Deus, por toda a Eternidade, convosco e com todos os eleitos. Assim seja.