Libras

Notícias

Lucas Costa de Souza está de volta ao elenco rubro-negro de Ginástica Artística

Com apenas quatro anos, o atleta já integrava a equipe infantil do Mais Querido

Por - em
Lucas “Mosquito” Costa de Souza chegou ao Flamengo com apenas quatro anos de idade. No Mais Querido, o menino deu os primeiros passos na ginástica artística e se apaixonou pela modalidade. No final de 2018, após passagens por outras equipes e pela Seleção Brasileira, o atleta resolveu voltar ao seu clube do coração para reforçar o elenco principal da ginástica e promete dar muitas alegrias à Nação Rubro-negra.

Ainda bem pequeno, Mosquito, como é chamado, entrou na escolinha do Fla e, em apenas alguns meses, já estava treinando com a equipe Infantil rubro-negra. O ginasta permaneceu na Gávea até completar 13 anos e se transferiu, em seguida, para o Minas Tênis Clube. O atleta foi campeão brasileiro nas provas de solo, argolas e paralelas assimétricas, campeão sul-americano por equipes e vice-campeão pan-americano. 

Agora, com 17 anos, Lucas está muito feliz em retornar a sua casa e falou ao Site Oficial sobre esse momento especial que está vivendo.

“Estou encarando com muita alegria e satisfação essa volta ao clube, onde comecei a minha trajetória e me sinto em casa. Como atleta e torcedor do Flamengo, quero retribuir com muitas conquistas todo o carinho com que todos me acolheram. Vou me dedicar ao máximo com os meus companheiros e treinadores para que possamos conseguir excelentes resultados e levar o Fla a patamares superiores”, disse o rubro-negro, que completou.

“Neste ano, já vou fazer parte da equipe adulta e tenho esperanças de repetir as minhas melhores temporadas, que foram no Infantil e no Juvenil. Quero estar no meu melhor nível para representar o Flamengo da melhor maneira possível”, finalizou.

A primeira competição de Lucas Mosquito pela equipe adulta do Mais Querido será o Campeonato Brasileiro de Especialistas, marcado para acontecer em junho, ainda sem data e local definidos.


As equipes de ginástica artística do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – AmBev, Rede D’or, e Estácio – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.