Libras

Notícias

Flamengo assina TAC para liberação total do Ninho do Urubu

Em encontro nesta tarde, clube acerta últimas pendências para voltar a realizar todas as atividades no CT George Helal

Por - em
Em encontro realizado no início da tarde na Vara da Infância, da Juventude e do Idoso, no Centro do Rio, que contou com a presença do vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee de Abranches,  o Flamengo se comprometeu a cumprir um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com todas as exigências para legalização e liberação total do Ninho do Urubu. Também participaram da audiência o Corpo de Bombeiros, a Secretaria de Urbanismo e a Vigilância Sanitária. Assim que o documento for homologado, o que deve acontecer até o fim da semana, os jogadores da base rubro-negra poderão pernoitar e se alimentar normalmente no CT. Eles já estavam treinando no local há duas semanas.

Para conseguir a liberação total do CT, o clube se comprometeu a cumprir uma lista de exigências, entre elas a obrigatoriedade de manter pelo menos dois monitores no local durante a noite. O TAC assinado nesta terça-feira põe fim a um processo aberto em 2015 sobre as condições de alojamento do atletas das categorias de base.

O Ministério Público (MP), que vai acompanhar de perto a forma como o Flamengo cuida de seus jovens jogadores, aceitou o argumento de que o clube já oferece aos atletas da base alimentação equilibrada, tratamento médico e dentário, assistência social, acompanhamento psicológico e educação. 

"O Flamengo não terá problema em cumprir as exigências, uma vez que já temos o alojamento, os profissionais e toda a estrutura necessária para o dia a dia dos garotos. O MP conferiu  que o Ninho do Urubu é totalmente seguro e oferece as melhores condições para os jovens da base. Agora é vida normal no CT. É uma página que a gente vira. Graças a Deus", afirmou Rodrigo Dunshee de Abranches.