Libras

Notícias

Flamengo fecha acordo com mais duas famílias de vítimas do incêndio do CT

Pais de Arthur Vinicius e Pablo Henrique conversam com o vice-presidente Rodrigo Dunshee e chegam a entendimento

Por - em
O Clube de Regatas do Flamengo fechou mais dois acordos com os familiares dos Garotos do Ninho que foram vítimas do terrível incêndio do dia 8 de fevereiro de 2019, no Centro de Treinamento George Helal. Após muito diálogo com o vice-presidente Geral e Jurídico rubro-negro, Rodrigo Dunshee, os pais de Arthur Vinicius e Pablo Henrique chegaram a um entendimento. Com estes dois, são oito acordos e meio - com os responsáveis de Arthur Vinicius, Athila Paixão, Bernardo Piseta, Gedson Santos, Jorge Eduardo, Samuel, Pablo Henrique, Vitor Isaías e o pai de Rykelmo - fechados entre o clube e as famílias.

"Conversamos com os pais dos meninos (Arthur Vinícius e Pablo Henrique) e fechamos mais dois acordos. Tive a oportunidade de me aproximar deles. Cada um tem seu tempo, é uma situação muito dolorosa. Eles têm razão em algumas de suas ponderações, em achar que poderíamos ter sido mais próximos, mas as diferenças foram superadas. A perda dos meninos nunca será uma página virada, mas sabemos que a dor diminui um pouco quando fechamos certas feridas, encerramos certos assuntos", disse Dunshee, em entrevista ao programa Seleção SporTV, na tarde desta quarta-feira (23).

O dirigente rubro-negro também falou sobre o andamento das conversas com a família de Christian Esmerio.

"Tive uma reunião com eles e conversamos muito, foram muito compreensivos também conosco, apesar de ter acontecido algo tão lamentável, mas sinto que a conversa foi boa. A mãe dele falou que discordava de algumas coisas que o clube fez, houve alguns mal-entendidos, outras coisas em que ela tinha razão, pedi desculpas, estamos no caminho de uma conciliação. É muito importante a conversa olho no olho, ouvindo as dificuldades. É muito doloroso. A distância é difícil, mas agora estamos mais próximos", disse.

Dunshee reiterou, ainda, que sempre será "prioridade máxima" do Flamengo atender às famílias.

"A gente nunca esqueceu e nunca vai esquecer. O presidente Landim sempre me pediu prioridade máxima nesta questão, para estar próximo e trabalhar em respeito às famílias dos atletas que faleceram", concluiu.