Libras

Notícias

Sarah Menezes encerra Grand Slam de Paris na quinta colocação

Rubro-negra ainda está na corrida pela vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Por - em
A rubro-negra Sarah Menezes encerrou a participação no Grand Slam de Paris com a quinta colocação. No último sábado (08), a judoca acabou superada pela brasileira Larissa Pimenta na disputa pela medalha de bronze.

Com o resultado, Sarah somou mais 360 pontos no ranking da Federação Internacional de Judô. A campeã olímpica segue na busca pela vaga nos Jogos de Tóquio e, para a treinadora do Mais Querido e da Seleção Brasileira, Rosicleia Campos, ela está no caminho certo. 

“A performance da Sarah não nos surpreende, é uma atleta diferenciada, não foi campeã olímpica por um acaso. Em apenas sete meses e após ter passado pela maior cirurgia de sua vida, quando tratou uma ruptura total do peitoral esquerdo, ela participou de um Aberto Europeu em Portugal, um Grand Prix em Israel e dois Grand Slam, o de Tóquio e este em Paris. Foram seis treinamentos de campo internacionais e três disputas de medalha. Nossa pequena samurai demonstra a cada dia porque o Flamengo e a Confederação Brasileira têm interesse em sua classificação para a Olimpíada”, afirmou a técnica.

Sarah iniciou a competição vencendo as três lutas preliminares por ippon, contra Gultaj Mammadaliyeva (AZE), Bokyeong Jeong (KOR) e Anais Mosdier (FRA). Na semifinal, entretanto, acabou derrotada por Distria Krasniqi, do Kosovo.

As equipes de judô do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Estácio, AmBev, Rede D’or – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR) e Lei de Incentivo Estadual/Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje) do Rio de Janeiro, além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.