Libras

Notícias

Flamengo conquista cinco ouros no Festival de Solo Técnico de Nado Artístico

Equipe rubro-negra subiu nove vezes ao pódio neste domingo (15)

Por - em
A piscina Daltely Guimarães, na Gávea, foi palco de um espetáculo no último domingo (15). Na verdade, de diversos espetáculos. O Clube de Regatas do Flamengo sediou a primeira edição do Festival de Solo Técnico de Nado Artístico e, com a arquibancada cheia, as equipes rubro-negras levaram o Mais Querido ao pódio em nove ocasiões. Foram cinco ouros, três pratas e um bronze para os donos da casa. 

Na categoria Sênior feminino, o Flamengo teve dobradinha, com Maria Clara Lobo garantindo o ouro e Giovana Stephan, a prata. No masculino, o título ficou com Renan Alcântara. As disputas da categoria Júnior foram dominadas pelo Mais Querido, que completou o pódio com Laura Micucci, Rebecca Rodrigues e Maria Clara Baroni em primeira, segunda e terceira colocações. Jady Milla Passos conquistou o ouro no Juvenil, e Ana Clara de Almeida e Nicole Shinohara garantiram ouro e prata no Infantil.

Vencedora do Prêmio Brasil Olímpico como a melhor atleta do nado artístico em 2017, Maria Clara Lobo comemorou o resultado do Rubro-Negro no torneio.

“Foi a primeira competição do ano e foi importante para toda a equipe. Competir em casa e com a arquibancada cheia é sempre muito emocionante, ainda mais integrando as categorias de base e a escolinha, para ajudar no crescimento do nado no clube. Fiquei muito feliz com o resultado, foi meu primeiro solo técnico pelo Flamengo e atingi o objetivo nesse campeonato, além de ser uma honra dividir o pódio com a Giovanna Stephan, que sempre foi uma inspiração para mim como solista”, disse a nadadora.


Representante do Flamengo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, Maria Clara ainda voltou para a piscina ao lado de Luisa Borges, com quem disputará os Jogos Sul-Americanos. A dupla apresentou a rotina do dueto técnico que será apresentada na competição em junho, em Cochabamba, na Bolívia. 

As equipes de nado sincronizado do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Banco Bonsucesso, Furnas, Estácio, LafargeHolcim/Cimento Mauá, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio da Confederação Brasileira de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.