Libras

Notícias

Jullia Catharino analisa participação brasileira no Mundial Júnior de Nado Artístico

Atleta rubro-negra fez parte do conjunto brasileiro que disputou a competição

Por - em
A Seleção Brasileira Júnior de Nado Artístico participou do Campeonato Mundial da categoria, que foi realizado entre os dias 18 e 22 de julho, em Budapeste, na Hungria. O Brasil acabou terminando em 13º lugar na prova de equipes. A atleta do Mais Querido, Jullia Catharino, falou um pouco sobre a sensação de representar o Brasil e o Flamengo no Mundial.



“Para nós que treinamos intensamente todos os dias, é muito especial e gratificante. Nosso objetivo é estar sempre em evolução, buscando nossa melhor performance. No mundial, tivemos a oportunidade de disputar com equipes de diversos países do mundo e conseguir chegar entre os 13 melhores. Sendo atleta do Flamengo, foi uma honra representar o clube em um campeonato desse porte”, disse Jullia.

Projetando as próximas competições, a atleta rubro-negra comenta sobre a possibilidade de conquistas de medalhas.

“Vamos disputar o Pan-Americano de categorias pela Seleção Brasileira Sênior e nosso objetivo é brigar por medalhas, apesar de estarmos treinando com a equipe completa há pouco dias. Ainda teremos o Sul-Americano Sênior e o Campeonato Brasileiro de clubes”, finalizou a atleta.

As outras meninas da Gávea que também participaram do Mundial Júnior foram a Jaddy Passos e Laura Micucci. 

As equipes de nado artístico do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Banco Bonsucesso, Furnas, Estácio, LafargeHolcim/Cimento Mauá, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio da Confederação Brasileira de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.