Libras

Notícias

Rubro-negras brilham e Brasil vence o Sul-Americano Juvenil e Junior de Nado Artístico

Com apenas 16 anos, Jullia Catharino é eleita a melhor atleta da competição

Por - em
Jaddy Passos (à esquerda), Rebecca Rodrigues (centro) e Jullia Catharino (à direita) conquistam o ouro na prova de Dueto Junior.
É campeão! Em mais um excelente desempenho das atletas rubro-negras do nado artístico, o Brasil conquistou o primeiro lugar no Sul-Americano Juvenil e Junior da modalidade, disputado entre os dias 2 e 6 de abril em Santiago, no Chile. O grande destaque do torneio ficou por conta da rubro-negra Jullia Catharino, que garantiu sete medalhas de ouro em sete provas disputadas, sendo eleita a melhor atleta da competição.

“Fiquei bastante emocionada com os meus resultados. Treinei bastante para conquistar essas medalhas e estou muito feliz por ter conseguido o meu objetivo. Ao todo, disputei sete provas, cada uma diferente da outra e com adversários distintos. Tinha essa meta de ser campeã e acredito que fiz o meu melhor. Além disso, recebi muitos elogios dos juízes e isso é bem gratificante”, comemorou Jullia.

A rubro-negra, que integrou a equipe brasileira Junior, brilhou nas piscinas chilenas e ficou com o ouro nas provas de Solo, Dueto, Equipe e Rotina Livre Combinada. Além de Jullia Catharino, outras duas atletas do Mais Querido também foram destaques na competição. Jaddy Passos e Rebecca Rodrigues garantiram o ouro na Rotina Livre e por Equipe. Jaddy, inclusive, fez dupla com Jullia no Dueto Júnior brasileiro que terminou no lugar mais alto do pódio. Com o resultado, o Brasil ficou na primeira colocação geral da competição.

As meninas da categoria Juvenil também fizeram bonito e conquistaram o terceiro lugar no geral, com dois ouros, uma prata e um bronze. Ana Clara Almeida, nadadora artística rubro-negra, competiu na prova de Rotina Livre Combinada e, ao lado das outras brasileiras, garantiu mais um ouro para o país. A atleta também ficou com a terceira posição na prova por Equipe.


As equipes de nado artístico do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Banco Bonsucesso, Furnas, Estácio, LafargeHolcim/Cimento Mauá, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio da Confederação Brasileira de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.