Libras

Notícias

Rubro-negras voltam ao clube após temporada com a Seleção Brasileira

Foco é no Campeonato Brasileiro, em dezembro, e no Sul-Americano

Por - em
As atletas do nado artístico do Flamengo já treinam a todo vapor após o Campeonato Pan-Americano da modalidade. Dos onze nadadores que representaram a Seleção Brasileira na competição na última semana, oito eram do Flamengo. Agora, de volta ao clube, Giovana Stephan, Lorena Molinos, Gabriela Regly, Maria Clara Lobo, Maria Eduarda Miccuci, Laura Miccuci, Jullia Catharino, Renan Alcântara e a treinadora Roberta Perillier se juntam ao restante da equipe rubro-negra que se prepara para o torneio mais importante do ano: o Campeonato Brasileiro.

A alguns meses da competição, que acontece em dezembro, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, os atletas já voltam às atenções para a busca de mais um título. Em 2017, o Flamengo foi o grande destaque do torneio ao conquistar o ouro em todas as disputas da categoria Sênior. Lorena Molinos e Duda Miccuci foram campeãs do Dueto Técnico, Renan Alcântara e Giovana Stephan venceram o Dueto Misto, além do título por Equipe. 

Além do Brasileiro, as rubro-negras têm também mais um importante compromisso com a Seleção, o Campeonato Sul-Americano de Esportes Aquáticos, que será realizado entre os dias 30 de outubro e 3 de novembro, na cidade de Trujillo, no Peru. 

Bronze na prova de Equipe Livre e prata na Equipe Técnica no Pan-Americano, a rubro-negra Duda Miccuci explicou a rotina do time até as disputas.

“Como essas duas competições são perto e são muito importantes, a gente está tendo que dividir os treinos entre seleção e clube. Então, estamos treinando três vezes por semana pelo Flamengo e quatro vezes por semana com a seleção, dobrando no sábado”, comentou a atleta, completando.

“Nessas primeiras semanas a gente está fazendo algumas mudanças na coreografia. Como o nosso objetivo é ganhar o Sul-Americano aumentando nossa nota, esses ajustes são essenciais, pois será nossa última competição nesse ano e que já nos prepara para o ano que vem com Pan-Americano e Mundial”, disse Duda. “Já pelo Flamengo, estamos terminando de montar nossas coreografias. Como tivemos o Torneio Carioca de Rotinas Técnicas em junho, a maioria das coreografias técnicas já está pronta e o foco agora é terminar de construir as rotinas livres com o objetivo de ser campeão brasileiro, não só nas provas em si, mas no geral também”.

No Carioca, disputado na piscina do Tijuca Tênis Clube, o Mais Querido conquistou um total de 13 medalhas, sendo oito ouros, três pratas e dois bronzes. 

As equipes de nado artístico do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Banco Bonsucesso, Furnas, Estácio, LafargeHolcim/Cimento Mauá, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio da Confederação Brasileira de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.