Libras

Notícias

Rubro-negros conquistam dois ouros com a Seleção Brasileira no Sul-Americano

Do Mais Querido, Maria Clara Lobo ficou ainda com a prata na Rotina Livre

Por - em
No Campeonato Sul-Americano de Nado Artístico, realizado entre os dias 31 de outubro e 3 de novembro, em Lima, no Peru, a Seleção Brasileira conquistou três medalhas e, de quebra, garantiu uma vaga para os Jogos Pan-Americanos de 2019. O Dueto Misto brasileiro, formado pelos rubro-negros Giovana Stephan e Renan Alcântara, conquistou o ouro, assim como a equipe do Combo na Rotina Livre. Maria Clara Lobo, também do Mais Querido, conquistou a medalha de prata no Dueto Rotina Livre (81,9000), ao lado de Luísa Borges.


Foto: CBDAWEB

Em uma apresentação com tema de heróis em quadrinhos, a equipe do Combo foi formada por dez brasileiras, entre elas, as rubro-negras Maria Clara Lobo, Laura Micucci, Lorena Molinos, Maria Eduarda Micucci, Giovana Stephan e Jullia Catharino. O conjunto verde e amarelo somou 82,0000 pontos para conquistar o título, com a Colômbia (79,5000) ficando com a prata e o bronze com o Chile (76,4000).

A Seleção Brasileira foi a grande campeã geral do torneio. Na disputa por equipes, o Brasil finalizou com a apresentação de Rotina Livre, que somada com as apresentações das duas rotinas, fez com que o conjunto brasileiro conquistasse 161,6393 pontos na competição. Colômbia e Argentina completaram o pódio na segunda e terceira colocação, respectivamente.

Vale lembrar que a treinadora rubro-negra, Roberta Perillier, foi uma das técnicas responsáveis por conduzir a equipe brasileira a essa grande conquista.


As equipes de nado artístico do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Banco Bonsucesso, Furnas, Estácio, LafargeHolcim/Cimento Mauá, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio da Confederação Brasileira de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.