Libras

Notícias

Cielo é ouro nos 50m livre no Mundial de Dubai

Nadador rubro-negro bateu recorde do camponato com tempo de 20s51 e faturou primeiro ouro do Brasil

Por - em

O rubro-negro Cesar Cielo conquistou mais um importante resultado para a natação brasileira. O campeão olímpico e mundial dos 50m livre conquistou a medalha de ouro do Campeonato Mundial de Piscina Curta, que está sendo disputado em Dubai, nos Emirados Árabes, batendo o recorde da competição com tempo de 20s51. Esta foi a primeira medalha dourada do Brasil no Mundial. O país conquistou também três medalhas de bronze.

\

Apesar de já ter conquistado diversas medalhas em inúmeras competições, Cielo revelou que esta foi a maior honra de sua carreira até o momento. O nadador explicou que sentiu, sim, um pouco de ansiedade antes de entrar na piscina, mas comemorou o fato de tudo ter dado certo nestes quase 21 segundos. O nadador veio num crescendo no Mundial e foi cada vez mais rápido nos 50 m livre desde as eliminatórias, quando fez 21s06. Na quinta-feira (16/12), Cielo havia garantido vaga na final com o melhor tempo das semifinais (20s61), recorde do campeonato e sul-americano, marcas que voltou a baixar na decisão de medalhas.

\

"É difícil segurar a ansiedade em uma prova tão rápida. Graças a Deus, consegui fazer tudo certo. É um alívio muito grande. Toda vez que tenho chance de nadar um Mundial, é a oportunidade de mostrar o que posso fazer. É uma grande glória. É a maior que tive até hoje na minha carreira", disse.

\

Cesar Cielo cumpriu todo o seu ritual pré-prova já conhecido dos brasileiros, com tapas no peito e nos braços - para manter o foco e acordar o corpo - , apontou para o céu algumas vezes, com o dedo indicador, e mergulhou. Desde as primeiras braçadas mandou na prova. Levou o ouro, com 20s51, à frente do francês Frédérick Bousquet (20s81), e do norte-americano Josh Scheineider (20s88).

\

Foi a primeira medalha individual de Cielo em um Mundial em Piscina Curta - tinha a prata do revezamento 4x100 m livre, de Indianápolis/2004 (com Thiago Pereira, Nicholas dos Santos e Christiano Santos), e a de bronze, conquistada na quarta-feira (15/12) em Dubai, também no 4x100 m livre, ao lado de Nicholas dos Santos, Marcelo Chierighini e Nicolas Oliveira - o tempo, 3min05s74, é o novo recorde sul-americano

\

Mais medalhas no caminho - Cielo volta à piscina do Hamdan bin Mohammed bin Rashid Sports Complex, neste sábado (18/12), a partir das 4 horas (de Brasília) para a disputa das eliminatórias dos 100 m livre como um dos dois únicos atletas inscritos a nadar a distância abaixo dos 46 segundos - o outro é o russo Danila Izotov (45s71). As semifinais serão a partir das 13 horas (de Brasília). A decisão de medalha será neste domingo.

\

O brasileiro tem como melhor tempo os 45s87, recorde sul-americano obtido no Troféu José Finkel, em setembro, no Rio de Janeiro. Na quarta-feira (15/12), nadou, lançado, a segunda perna do revezamento 4x100 m livre em 45s08. O russo Danila Izotov, que está na última série eliminatória dos 100 m, tem como melhor tempo 45s71. O recordista mundial é o francês Amaury Leveaux, que marcou 44s94 em Rijeka (CRO), em dezembro de 2008.