Libras

Notícias

Cielo e revezamento 4x100m livre garantem o ouro

Com três ouros, duas pratas e um bronze, Flamengo retorna ao terceiro lugar na classificação geral do Finkel

Por - em

Faltando apenas um dia para o término do 40º Troféu José Finkel de Natação, o Clube de Regatas do Flamengo conquistou resultados importantes que o levaram de volta ao terceiro lugar na classificação geral do campeonato, que segue até domingo no Parque Aquático do Minas Tênis, em Belo Horizonte (MG). Somente hoje, o Rubro-Negro garantiu dois ouros, duas pratas e um bronze. Com os resultados, o Flamengo ultrapassou o Corinthians e voltou a ocupar o terceiro lugar, com 1.239 pontos. Minas (2.012,50) e Pinheiros (1.455) permanecem na liderança. O Corinthians está em quarto, com 1.140 pontos.

\

As primeiras medalhas, um ouro e uma prata, vieram pelas mãos de Cesar Cielo e João de Lucca, respectivamente, com 49s06 e 49s74, na final dos 100m livre. Para surpresa de todos, Nicholas Santos não fez uma boa prova e terminou em quarto lugar ao fazer 50s50.

\

"Aqui, é claro que o aspecto psicológico não é tão pesado quanto na competição internacional. Rola no automático. É claro que é difícil porque a perna pesa. Mas a diferença para quem está motivado pode ser boa. O João de Lucca foi uma surpresa para todo mundo. Mas momentos de estalo como esse fazem o cara ser vice-campeão brasileiro. Como aconteceu comigo na medalha de bronze, em Pequim. São momentos de estalo que podem diferenciar e tornar especial", disse Cielo.

\

"Eu me motivo nadar ao lado de Cielo e do Nicholas, que eu já admirava quando comecei a nadar. Sempre via ele e o Cielo também como ídolo, hoje são espelhos. Sinto uma 'inveja' boa, que me estimula e me empurra. Ver 49 segundos no placar foi muito bom", completou João.

\

Em seguida foi a vez de Mireia Belmonte e Joanna Maranhão, que repetiram o feito na final dos 200m medley. A espanhola foi a mais rápida e assegurou o ouro (2m15s89), enquanto Joanna Maranhão, recordista sul-americana na prova, fez o segundo melhor tempo e subiu ao pódio com a medalha de prata (2m18s07).

\

Sob o comando do campeão Cesar Cielo, o revezamento 4x100m livre masculino brilhou e garantiu o primeiro lugar com o tempo 3m19s46. O quarteto foi formado por João de Lucca, Cesar Cielo, Nicholas Santos e Thiago Sickert, que teve a responsabilidade de manter a liderança ao fechar a prova.

\

"O fato de os 100m livre ser no início do programa comprometeu um pouco a qualidade da prova. Nadei os 50m borboleta um pouco mais relaxado, pela classificação. Bom, para o 4x100m sempre tem uma adrenalina extra. É bom nadar o revezamento. Bom, numa maratona dessas... precisei de muita concentração para não errar nada, para não chegar relaxado no bloco. É nessa hora que a parte psicológica conta muito. Fisicamente, me preocupei muito com a recuperação, principalmente entre as provas. Para o Nicholas pesou os 100m naquela hora, depois foi bem no revezamento. É duro estar ligado em todas as provas", comentou Cielo.

\

O revezamento feminino também fez bonito e subiu ao pódio após conquistar o terceiro lugar, com Joanna Maranhão, Carolina Athayde, Monique Ferreira e Giuliana Gigliotti. Com o tempo de 3m50s59, as rubro-negras ficaram atrás das equipes do Pinheiros (3m47s09) e do Minas (3m47s51), respectivamente.

\

Nas semifinais dos 50m borboleta masculino, Cielo nadou abaixo dos 24 segundos (23s90) e garantiu classificação na final de amanhã com o melhor tempo. Nicholas Santos (24s39) e Pedro Domingos (24s45) também passaram com louvor para a final. Na versão feminina da prova, Carolina Athayde ficou como a primeira reserva ao fazer o percurso em 28s39.

\

Leonardo de Deus fez o melhor tempo da série semifinal nos 100m costas (56s54), o terceiro melhor no geral, e assegurou presença na final desse domingo. Pedro Franceschi e Yuri Garanito são os reservas. No feminino, Thatiane Quirino, com 1m05s87, também garantiu presença na decisão dos 100m costas.

\

Na final dos 200m medley, André Schultz ficou em quinto lugar, com 2m04s46. Henrique Barbosa foi outro rubro-negro que não subiu ao pódio nesse sábado. Ele ficou em quinto lugar na final dos 50m peito, com o tempo de 28s64.