Libras

Notícias

Cielo estreia no Mundial nadando os 50 m borboleta

Velocista, nadador rubro-negro também defenderá seus títulos nos 50 m e 100 m livre em Xangai

Por - em
Cesar Cielo iniciará sua participação no Mundial de Desportos Aquátivos de Xangai (CHI) neste sábado (23.07 - horário brasileiro).  O nadador do Flamengo disputará a prova dos 50 m borboleta, em qual possui o melhor tempo do ano (22s98), que tem eliminatórias previstas para começarem às 22h. Depois, Cielo nadará as provas em qual é especialista e campeão mundial, os 50 m e 100 m livre.

Preocupado em se adaptar a uma prova nova em sua carreira, Cielo espera, sem muita pretensão, conseguir uma medalha.

"Os 50 m borboleta é uma prova nova para mim, em que estou tentando buscar, quem sabe, até uma medalha. Sem muita pretensão, mas também não vou entrar completamente displicente, achando que é uma prova em que não posso estar entre os favoritos", disse Cielo.

O programa de provas começa no dia 24, domingo, na China. Mas com a diferença de fuso horário - 11 horas à frente em relação ao de Brasília -, no Brasil as primeiras eliminatórias serão a partir das 22 horas deste sábado. As semifinais dos 50 m borboleta serão no domingo (24/7) e a final na terça-feira (26/7), a partir das 7 horas (de Brasília).  

Sobre os 50 m e 100 m livre, Cielo sabe que precisará de muito esforço para manter seus títulos mundiais. E isso não faltará ao atleta rubro-negro.

"Vou fazer o meu melhor e gostaria muito de defender os meus títulos. Espero que meu desempenho, o meu melhor, sejam suficientes. Vamos torcer por boas marcas, para entrar no ano olímpico com confiança", afirmou Cesão.

O Brasil ainda terá a disputa do revezamento 4x100 metros livre no primeiro dia de competições em Xangai. A escalação será feita pelos técnicos da seleção brasileira, mas Cielo espera que o Brasil possa classificar-se para os Jogos Olímpicos de Londres/2012 nas provas coletivas.

"Para a seleção, é importante tentarmos classificar os revezamentos para a Olimpíada. Tentar botar todos os revezamentos até o 12º lugar, o que classifica o Brasil para Londres", ressaltou Cielo, que aposta num bom Mundial para a seleção brasileira.

"Individualmente, cada um vai fazer a sua parte, mas temos um time bem forte e espero que a natação brasileira volte de Xangai com mais medalhas do que as que ganhamos em Roma".