Libras

Notícias

Edson Terra avalia temporada da natação e projeta mais conquistas neste ano

Em 2019, Gerente de Esportes Aquáticos rubro-negro quer equipe lutando pelas primeiras colocações em todas as categorias

Por - em
A natação do Flamengo sempre foi um dos esportes olímpicos mais tradicionais e vitoriosos do clube. Nas últimas temporadas, a modalidade conquistou inúmeras medalhas e revelou novos talentos, provando que o trabalho realizado nas categorias de base vem gerando bons resultados para o Mais Querido. O fortalecimento dos esportes aquáticos no clube resultou também nas contratações de novos atletas em 2018, como os olímpicos João De Lucca e Daiene Dias.

O carioca e a capixaba se juntaram à Nathália Almeida, cria das piscinas da Gávea, na equipe Sênior do Rubro-Negro e, no último ano, os três mostraram a força do Flamengo representando a Seleção Brasileira em competições internacionais. No Campeonato Sul-Americano, disputado em novembro, no Peru, João conquistou dois ouros e uma prata nas provas de Revezamento 4x100m Livre Misto, no Revezamento 4x200m Livre e nos 100m Livre, respectivamente. Na mesma disputa, Naná garantiu a prata nos 400m Medley. No Mundial de Piscina Curta, realizado em dezembro, na China, Daiene ficou com a medalha de bronze nos 100m Borboleta e se tornou a primeira atleta do país a subir ao pódio em provas olímpicas na competição.

Diante de tantas conquistas importantes para a natação do Mais Querido, Edson Terra, Gerente de Esportes Aquáticos do Flamengo, fez uma análise da temporada passada e projetou o ano de 2019 para a modalidade.

“A temporada 2018 para a natação rubro-negra, dentro nosso planejamento, foi bastante positiva. Tivemos três atletas convocados para a Seleção Brasileira Sênior e a Daiene Dias ganhando o bronze no Mundial de Piscina Curta. A equipe principal tinha a meta de ficar entre os cinco melhores do país e conseguimos atingir tanto no Maria Lenk quanto no José Finkel, além de ganhar o Campeonato Sudeste de Natação Mirim e Petiz, onde nós fomos também campeões do Brasil no ranqueamento dessas categorias. Esperamos que neste ano possamos evoluir ainda mais, brigando pelos títulos de todas as categorias nas competições em que disputarmos”, disse o gerente.

Os atletas do Rubro-Negro voltaram aos treinamentos na última semana visando a preparação para a disputa do Troféu Maria Lenk, principal competição do calendário da natação brasileira neste primeiro semestre.

As equipes de natação do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.