Libras

Notícias

Joanna Maranhão estreia com ouro. Dobradinha rubro-negra na final dos 200m peito

Cielo garante vaga na final dos 50m livre Henrique

Por - em

O dia começou com emoção e medalhas no Parque Aquático do Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, onde está sendo realizado o 40º Troféu José Finkel – Campeonato Brasileiro Absoluto de Natação. O Clube de Regatas do Flamengo conquistou, no primeiro dia de finais,  três medalhas (dois ouros, uma prata) e assumiu uma terceira colocação confortável. O anfitrião Minas TC está na liderança (347,50 pontos), seguido pelo Corinthians (311,00) e Flamengo, com 192,00. Universidade Santa Cecília (105,00) e Esporte Clube Pinheiros (97,00) vêm em quarto e quinto, respectivamente.

\

Os rubro-negros começaram vencendo logo nas primeiras provas do dia. Na final dos 200m peito masculino, Henrique Barbosa e Thiago Parravicini honraram as cores do Flamengo ao subirem nos lugares mais altos do pódio, com um ouro (2m15s12) e uma prata (2m15s38). Tales Cerdeira terminou em quarto lugar, com o tempo de 2m16s39, e, por pouco, não fechou o pódio.

\

"O tempo foi bom, o suficiente para ganhar a prova e marcar os pontos para o Flamengo. Eu só queria ganhar mesmo e a experiência falou mais alto", disse Henrique Barbosa.

\

Quem estreou em grande estilo pelo Flamengo foi Joanna Maranhão. A recém contratada superou suas adversárias e venceu a série forte dos 800m livre com o tempo de 8m49s51, subindo ao lugar mais alto do pódio.

\

"Achei ótimo o resultado, mas esperava que fosse melhor. As condições climáticas não estão favoráveis, porque está muito quente e seco. Mas fiz os pontos que eu esperava fazer para o Flamengo e ainda quero ganhar as próximas provas que terei pela frente", disse Joanna.

\

Na semifinal dos 50m livre, Cesar Cielo e Nicholas Santos asseguraram os melhores tempos para a final de amanhã, quarta-feira, (31.08). Cielo foi o mais rápido da série com o tempo de 22s73. Nicholas Santos repetiu o tempo da fase eliminatória, 22s62. Thiago Sickert, Bernardo Novaes e André Luiz dos Santos, não conseguiram a classificação para a final.

\

Cielo definiu a prova como tranquila. "Tenho de ser um pouco mais rápido nas finais porque o Nicholas (dos Santos) vai vir forte. A idéia é baixar um pouco mais esse tempo. É claro que essas marcas não servem de parâmetro, mas não posso reclamar", disse Cielo, referindo-se aos 22s92 das eliminatórias e aos 22s73 das semifinais. "Essa é uma seletiva olímpica. Os tempos para mim não fazem muita diferença, mas tem gente que virá forte", disse Cielo, que já tem índice olímpico (22s11) nos 50m livre, com o tempo feito na final do Mundial de Xangai, de 21s52.

\

Na final dos 200m costas feminino, Thatiane Quirino, a única rubro-negra classificada para a final, terminou em oitavo lugar, com 2m29s07. André Schultz disputou a final da versão masculina dos 200m costas, mas terminou em quinto lugar ao fazer o percurso em 2m03s28.

\

Ainda hoje, a partir das 18h, serão realizadas as eliminatórias dos 100m borboleta, 200m livre, 400m medley e 100m peito.