Libras

Notícias

Treinador explica como será treinamento da equipe

Marco Veiga comandará time repleto de astros da natação

Por - em
Quando chegou ao Flamengo, no início do ano, o treinador Marco Veiga já estava felicíssimo só de retornar para a sua casa, para o lugar onde foi atleta. No entanto, ele nem esperava contar com tantos astros sob seu comando em tão pouco tempo. Para isso, promete muita conversa e trabalho para tentar levar o Rubro-negro de volta aos títulos.

"As coisas foram acontecendo numa velocidade tão grande. Mais rápido até do que o tempo do ‘Cesão’ nos 50 metros. Acertei com o Flamengo no início do ano pensando em trazer de volta os atletas no ano que vem. No entanto, como somos uma família aqui, como não temos burocracia para resolver as coisas, tudo aconteceu mais rápido", afirmou Marcão, que encontrará com Cielo, Henrique e Nicholas neste final de semana, em Ohio, Estados Unidos.

"Viajarei amanhã para encontrar com eles. A intenção é conversar, combinar algo já pensando mais na frente. Espero que, no futuro, todos possam treinar aqui no Rio, no Flamengo. Tenho certeza que nosso trabalho dará frutos e conseguiremos resgatar a tradição rubro-negra nas piscinas", disse o treinador, explicando quando espera contar com Cesar Cielo no Brasil.

"Pela experiência que tenho com o Cielo, ele sempre volta ao Brasil em setembro e fica até dezembro. Normalmente, ele treina com o Albertinho, do Pinheiros. Posso dizer que nosso trabalho aqui é bem parecido, mas eu vou conversar com ele para saber o que ele quer. Acredito que, nesse primeiro momento, o Albertinho continuará a montar os treinos".

Para a presidente Patricia Amorim, o fato do campeão olímpico treinar ou não treinar na sede do clube durante todo o tempo não faz a menor diferença nesse primeiro momento.

"O Flamengo não vai impor nada. Somos cúmplices em tudo. Somos, acima de tudo, parceiros nessa empreitada. Ele tem um treinamento com o técnico australiano nos Estados Unidos e isso tem dado grandes resultados. Ele vai ficar confortável em manter seu treinamento", esclareceu a dirigente.

E o torcedor rubro-negro pode voltar a pensar em títulos nas piscinas do Brasil e do Mundo. Ao menos é que espera Marcão.

"Pretendemos colocar o maior numero de atletas possível na seleção. A nossa meta era 2016, mas as coisas andaram mais rápidas. Vamos ter resultados antes", finalizou.