Libras

Notícias

Flamengo estreia na Liga PAB Feminina nesta sexta-feira (27)

No masculino, equipe rubro-negra encara a quarta rodada da competição

Por - em
As equipes rubro-negras de polo aquático terão desafios importantes neste fim de semana. O time feminino estreia nesta sexta-feira (27) na Liga PAB da modalidade e enfrentará o SESI, às 19h30, enquanto o masculino encara o Paulistano no domingo (29), às 09h30, pela 5ª rodada da competição. As partidas serão disputadas no Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo.

A equipe feminina do Flamengo irá com as seguintes atletas: Hemanuelle Reis, Joseane Santana, Jully, Bruna Couri, Rebecca Moreira, Jeniffer Kathlen, Yandra Rodrigues, Tati Veloso, Samantha Rezende, Lorena Borges, Júlia Ribeiro, Nicole Pimenta e Larissa.

Já o time masculino que representará o Mais Querido no torneio será: Natanael Gomes, Heitor Carrulo, Igor Julião, Ricardo Perrone, Lucas Romagueira, Lucas Barros, Andrey Lopes, Fabrício Salles, Alípio Nardaci, Felipe Ferreira, Felipe Fernandes, Matheus Medeiros e Caio Baptista.

“A expectativa é grande, espero que a gente faça um bom campeonato. Elas estão treinando muito bem neste semestre e acredito que temos condições de fazer bons jogos. A equipe está bem renovada, algumas atletas mais experientes saíram. Então, nosso grupo agora tem uma faixa de idade entre 16 e 23 anos, e elas estão bem entusiasmadas com o campeonato”, destacou Antônio Canetti, técnico do time feminino rubro-negro.

“Minha expectativa é muito boa, estamos treinando bem e agora contamos com retorno da Tati, que vai nos ajudar bastante. Vamos encarar de igual para igual qualquer adversário que vier pela frente”, disse Samantha Rezende.   

Confira as partidas que as meninas do Flamengo irão disputar:

27/09 às 19h30 – Flamengo x SESI
28/09 às 17h00 – ABDA x Flamengo
29/09 às 13h30 – E.C Pinheiros x Flamengo


As equipes de polo aquático do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – AmBev, Estácio, Furnas e Rede D’or  – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.