Libras

Notícias

Flamengo recebe Seleção Canadense de Canoagem

Entre a delegação está Adam Van Koeverden, que tem quatro medalhas olímpicas

Por - em
Depois de receber atletas britânicos e chineses, a Sede Náutica do Flamengo foi palco dos treinamentos de mais um grande nome do esporte mundial. O clube recebeu nesta semana parte da Seleção de Canoagem do Canadá e, entre os atletas, estava o canoísta Adam Van Koeverden, que tem quatro medalhas olímpicas - um ouro, duas pratas e um bronze.

O treinador canadense Larry Cain admitiu apreciar o esporte bretão e já ter um clube favorito em terras tupiniquins. "Sou um grande fã de futebol. Torço para o West Ham, mas agora tenho um time para torcer e uma camisa vestir aqui no Brasil", contou o mais novo rubro-negro da Nação.

O atleta de ponta da modalidade Adam Van Koeverden contou sobre a experiência de já estar no Rio, onde serão disputados os Jogos Olímpicos em 2016. "Tenho a chance de conseguir outra medalha olímpica aqui no Rio. Isso que estou fazendo aqui, já fiz em outros países antes de olímpiadas. A razão para estar aqui é também para eu me habituar, saber aquilo que me espera nas competições. Saber dizer obrigado, como pedir uma água, com ou sem gás. Tudo isso para estar ainda mais em casa na próxima vez que eu vier ao país. Não existem atalhos. Não estou aqui para procurá-los. Existem, na verdade, a informação e o sentimento", garantiu o canadense, que também disse ter se adaptado bem à cidade. "Estou confortável aqui. A comida é boa, as pessoas são legais, o tempo é otimo, então está tudo bem. A lagoa, além de linda, é um excelente lugar para remar. O mais importante aqui, é que gostei muito do Rio de Janeiro", finalizou.

E não são só os atletas que gostam da experiência. Os intercâmbios entre estrangeiros e rubro-negros também é visto com bons olhos pelo Vice-Presidente de Remo Gerson Biscotto. "Isto vai de encontro com o que o Flamengo está procurando, estamos tentando desenvolver mais uma modalidade no clube. As Olímpiadas estão chegando vamos receber mais delegações aqui até 2016", concluiu.