Libras

Notícias

Há exatos 90 anos, os remadores do Flamengo Engole Garfo, Boca Larga e Angelu faziam história

Por - em

Heróis da Nação. Há exatos 90 anos, os remadores do Flamengo Engole Garfo (Antonio Rebello Junior), Boca Larga (Alfredo Antunes Correa) e Angelu (Ângelo Gammaro) foram recepcionados por uma multidão nunca antes vista na história do esporte nacional. Foi a primeira grande multidão da história do Flamengo. Eles voltavam ao Rio depois de terem completado a Raid Rio-Santos.

Se a própria travessia em uma iole já era uma verdadeira loucura, imagina ter que fugir das autoridades da Capitania dos Portos? Afinal, eles haviam sido proibidos de ir remando até Santos.

E aí, teve de tudo. Driblaram a polícia marítima fingindo que sairiam pela antiga sede na Praia do Flamengo. Escondidos, partiram da Praia Particular do Colégio Anglo-Americano (atual praia do Vidigal). De lá saíram.

Uma vez no mar, as notícias chegavam: boatos de prisão em Ilha Grande e sobre a morte dos três.

Eles fizeram até um “amigo” pelo caminho. Durante parte do percurso foram acompanhados por um tubarão.

Enfim, depois 5 dias, 15 horas e 40 minutos, eles venceram o mar e chegaram a Santos. Isso foi no dia 20 de janeiro. Foi a consagração.

Há relatos que queriam voltar remando, mas alguém botou juízo e os convenceram a pegar um navio.

Voltaram ao Rio no dia 28. Teve desfile em carro aberto do Porto do Rio até a antiga sede de Esportes Terrestres na Rua Paysandu. O jornal Mundo Sportivo do dia seguinte descreveu: “A cidade recebeu ontem, em verdadeiro delírio, os vencedores do mar”.